21:59 12 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Porta-aviões da Marinha da Grã-Bretanha HMS Queen Elizabeth

    'Verdadeira vergonha': novo porta-aviões do Reino Unido enfrenta outro problema (VÍDEO)

    © REUTERS / Peter Nicholls
    Europa
    URL curta
    21308
    Nos siga no

    O maior navio na história da Marinha Real Britânica, o porta-aviões HMS Queen Elizabeth sofreu uma inundação depois que seu sistema anti-incêndio falhou.

    O incidente aconteceu em 28 de janeiro, em um dos principais armazéns do navio provocando enormes jatos de água na embarcação militar, o que foi captado por uma câmera.

    O vídeo demonstra uma cortina de água caindo diante da visão dos impotentes marinheiros. 

    De acordo com a edição The Daily Mail, a água entrou na zona de armazenamentos das aeronaves.

    Por sua vez, o sistema anti-incêndio foi fechado em questão de minutos e a água drenou sem causar qualquer dano, disseram autoridades.

    Contudo, "Ninguém sabe o motivo da falha do sistema contra incêndio", declarou uma fonte oficial para The Sun.

    O novo incidente ocorreu quanto o navio se encontrava no porto de Portsmouth para realizar um exército de treinamento. De acordo com a edição local The News, o HMS Queen Elizabeth deveria deixar a cidade em 29 de janeiro, porém o "acidente aquático" acabou com estes planos.

    Aparentemente, a notícia entristeceu vários residentes locais. "Obviamente estamos decepcionados. Realmente gostaríamos de ver o navio partir", explicou Corinne Willoughby, de 62 anos. Sua amiga, Sharon Murray compartilhou seus sentimentos com a edição: "Era um dia perfeito para isto. Não consigo entender por que deu errado. É uma verdadeira vergonha".

    A construção do HMS Queen Elizabeth foi finalizada em 7 de janeiro de 2017. Contudo, desde então o navio sofreu diversas falhas. 

    Mais:

    Marinha britânica em alerta: navios militares russos no canal da Mancha
    Tensão no Mar do Norte: fragata britânica escolta navio russo para longe do Reino Unido
    Tags:
    falha, porta-aviões, Queen Elizabeth, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar