04:58 15 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    514
    Nos siga no

    Os criminosos de guerra nazistas foram tratados de forma "extremamente severa" na infame prisão de Spandau, no setor britânico de Berlim Ocidental. É o que apontam documentos recém-desclassificados nos Arquivos Nacionais do país.

    Em uma carta aos funcionários aliados, datada de 21 de junho de 1950, o então chanceler alemão ocidental Konrad Adenauer queixou-se de que os prisioneiros também não pudessem conversar entre si e de ler. Ele também afirmou que os presos foram impedidos de dormir com os holofotes.

    A carta do primeiro chanceler da pós-guerra da Alemanha Ocidental está entre uma série de documentos da administração aliada de Berlim que foram desclassificados.

    Adenauer reclamou da comida, que ele disse que "sempre foi ruim durante os meses russos", mas se tornou "muito ruim e deficiente" mais uma vez.

    A prisão foi projetada originalmente para opositores de Adolf Hitler e foi considerada uma antecessora dos campos de concentração nazistas. Mas depois da Segunda Guerra Mundial foi operado pelos Aliados — os EUA, o Reino Unido, a França e a União Soviética — para deter os condenados à prisão nos julgamentos de Nuremberg.

    Adenauer também se queixou de que os prisioneiros eram mantidos longe das bênçãos dos clérigos. Recordando uma instância particular, ele escreveu: "O Papa teve há algum tempo as suas bênçãos transmitidas a um dos prisioneiros.

    "O prisioneiro nunca foi informado disso, mas ouviu isso apenas quando sua filha o visitou. Por razões humanitárias, sinto-me com vontade de pedir [aos] governos [os poderes de ocupação aliados] para que as condições da prisão militar em Spandau sejam investigadas e se tomem medidas para garantir que as práticas penais sejam adaptadas aos princípios prevalecentes em países civilizados", declarou.

    Em julho de 1950, o secretariado da Alta Comissão Aliada para a Alemanha respondeu às alegações do chanceler, dizendo: "Ao contrário da informação que parece ter sido dada a você, não é proibido aos prisioneiros falar ou ler", disse ele.

    "A comida [dada aos prisioneiros] é bastante adequada durante os meses de gestão pelas potências ocidentais, e mesmo durante os meses administrados pelos soviéticos, a quantidade regular de calorias é fornecida", esclareceu.

    No entanto, foi relatado que as lâmpadas seriam instaladas para luzes nas células masculinas e que a frequência das pesquisas de segurança noturna seria "reduzida ao mínimo".

    Mais:

    Mídia: na Alemanha foi descoberta coleção de cérebros de vítimas do nazismo
    Americanos e europeus ignoram papel da União Soviética na Vitória sobre o nazismo
    'Politizada', Igreja exerce mesmo papel que teve na Alemanha nazista, diz líder da AfD
    Tags:
    Spandau, holocausto, crimes de guerra, Segunda Guerra Mundial, nazismo, Adolf Hitler, Konrad Adenauer, Reino Unido, França, União Soviética, Estados Unidos, Rússia, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar