09:01 04 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    210
    Nos siga no

    A polícia afirma que todos os reféns feitos em agência dos correios na segunda maior cidade da Ucrânia foram libertados

    O chefe da polícia ucraniana, Serhiy Knyazev, informou à imprensa que ninguém ficou ferido após o incidente na cidade de Carcóvia.

    Mais cedo neste sábado (30), um homem não identificado fez reféns em uma agência dos correios. Segundo a mídia local, ele ameaçava detonar um cinto de explosivos que supostamente estaria usando. 

    A polícia não confirmou quantos reféns havia no local, mas afirmou que 3 mulheres e 2 crianças foram libertadas após as negociações. Um menino entrevistado em vídeo postado por jornalista ucraniana contou à repórter que eram 7 reféns no total. Segundo o menino, o homem dizia ter um tumor cerebral e que tratava bem os reféns, oferecendo-lhes chá e café.

    As estações de televisão ucranianas transmitiram imagens do homem sendo levado para fora do prédio pela polícia.

    Em um comunicado no Facebook, o presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, agradeceu à polícia e ao serviço de segurança nacional pela participação na operação.

    Mais:

    Pentágono: o papel e o contingente de militares dos EUA na Ucrânia será o mesmo em 2018
    Armas enviadas à Ucrânia por EUA e Canadá podem acabar nas mãos de terroristas, diz Moscou
    'Passo para a guerra': Rússia opõe-se ao fornecimento de armas letais pelos EUA à Ucrânia
    Ministro alemão: Turquia e Ucrânia não se juntarão à União Europeia no futuro próximo
    Tags:
    reféns, sequestro, Serhiy Knyazev, Pyotr Poroshenko, Carcóvia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar