19:00 15 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    General John Campbell abre a bandeira da missão Resolute Support, da OTAN, em dezembro de 2014, marcando o fim da operação do ISAF.

    Militares britânicos no estrangeiro se queixam de nem ter dinheiro para celebrar Natal

    © AFP 2018 / SHAH MARAI
    Europa
    URL curta
    15101

    Os militares britânicos no Afeganistão estão desiludidos com o fato de seu comando ter alocado apenas 1 libra esterlina (cerca de 4,5 reais) por pessoa para festejar o Natal, enquanto os soldados de outros países não possuem limitações nos festejos, comunica a mídia nacional.

    De acordo com o jornal Sunday Times, o contingente de 500 militares britânicos recebeu no total apenas 500 libras esterlinas (cerca de 2.200 reais) para organizar os eventos festivos.

    Para comparar, seus colegas americanos obtiveram de Washington, ao todo, 8 árvores de Natal, decorações natalinas, um monte de perus para a refeição festiva, presentes e uma cópia do novo filme da película Guerra nas Estrelas para uma sessão de cinema.

    "A diferença na atitude americana e britânica me deixa perplexo. Como exército, não temos tanta grana quanto os EUA, mas até os dinamarqueses e mongóis parece que fazem mais [por seus militares]", contou um dos oficiais britânicos instalados em Kabul.

    Outro militar observou que o dinheiro concedido por Londres "nem basta para comprar café".

    "Os americanos enviam mais dinheiro [que esse] apenas para dar comida aos gatos de rua em uma unidade", adiantou.

    A missão da OTAN Apoio Resoluto está decorrendo no Afeganistão desde 1 de janeiro de 2015. Conforme o acordo bilateral entre a OTAN e Cabul, na área permanecem cerca de 12 mil militares, entre cujas funções também figuram as consultas das forças de segurança afegãs. Vale destacar que a operação é considerada como não bélica.

    Mais:

    Papai Noel sob balas: lojista fala sobre Natal no Rio de Janeiro
    Da queima de igrejas à fabricação de bombas: Daesh lança guia de ataques no Natal
    Pyongyang pode testar um novo míssil balístico lançado a partir do submarino no Natal
    Tags:
    militares, operação, Natal, OTAN, EUA, Reino Unido, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik