10:55 25 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Caça F-35 Lightning II da Lockheed Martin

    Militares russos inspecionam base aérea fechada na Noruega onde fica novo F-35 (FOTO)

    © AFP 2018/ Evert-Jan Daniels
    Europa
    URL curta
    6101

    A base aérea do F-35 na Noruega, fechada para os jornalistas, foi inspecionada por militares russos. Apesar do fato da visita ter sido inesperada e muitas pessoas ficaram surpreendidas, tudo foi feito em plena conformidade com os acordos internacionais.

    Na semana passada, 3 militares russos efetuaram uma inspeção da base aérea da Noruega onde ficam os caças F-35. A inspeção é realizada em conformidade com o Acordo de Viena de 2011 que oferece aos países signatários a possibilidade de examinar os arsenais uns dos outros.  

    ​Os militares russos examinaram o material bélico da base, os funcionários, a organização da base e os projetos de construção em curso. Entre outras coisas, os militares russos viram o primeiro caça F-35s da Noruega que fica na base de Orland desde novembro. 

    "Oficiais russos tinham uma série de questões durante a verificação. Eles mostraram um grande interesse, como já era esperado, na nova aeronave de combate, mas também pelas outras capacidades do 132º esquadrão aéreo", comunicou ao jornal Aftenposten o tenente-coronel, Sven Svensson. 

    ​A base aérea de Orland fica perto da cidade de Trondheim. A base possui 45 mil metros quadrados e a maior parte do seu território é fechado devido às obras de reconstrução em curso. 

    ​No total, 1,5 milhão de dólares foi destinado para a modernização da base Orland onde será estacionada a frota dos 52 F-35s. Mais 160 milhões de dólares foram gastos para a construção de prédios a prova de ruídos perto da base. 

    Mais:

    Sempre com azar: Noruega recebe caças F-35, mas surge novo problema
    Noruega renova Força Aérea com novos F-35
    Tags:
    defesa, militares, reconstrução, inspeção, caça, base aérea, visita, Noruega, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik