15:39 13 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    1022
    Nos siga no

    Um grupo ligado terroristas do Daesh prometeu lançar um ataque terrorista de Natal contra o Vaticano. Um cartaz de propaganda retratou um jihadista dirigindo um carro em alta velocidade em direção à Basílica de São Pedro.

    O cartaz ameaçador foi lançado pelo grupo pro-Daesh conhecido como Fundação Wafa Media. Tal ameaça foi revelada na última terça-feira pelo SITE Intelligence Group, uma empresa com sede em Maryland (EUA) que acompanha a atividade online da organização extremista.

    As palavras no topo do cartaz, escritas em vermelho, alertam para que o ataque aconteça no Natal.

    A imagem mostra uma figura mascarada, aparentemente um jihadista, dirigindo em alta velocidade para a Basílica de São Pedro, no Vaticano, onde o Papa Francisco normalmente celebra a Missa do Galo.

    Um rifle de assalto e uma mochila são claramente visíveis no assento ao lado do motorista, que aparece ainda usando um sistema de navegação por satélite (GPS).

    Esta não é a primeira vez que o grupo extremista prometeu realizar ataques contra o Vaticano. Em agosto passado, a organização divulgou um vídeo com imagens de seus militantes rasgando fotos do Papa Francisco e seu antecessor, o Papa Bento XVI. Além disso, o grupo ameaçou ir até Roma.

    Acreditou-se à época que o vídeo tenha sido filmado na cidade de Marawi, nas Filipinas, onde o grupo Maute, que prometeu fidelidade ao Daesh, estava lutando contra as forças governamentais do presidente Rodrigo Duterte.

    A ameaça dos terroristas do Daesh tende a aumentar no período do Natal.

    Em 2016, um simpatizante da organização dirigiu deliberadamente um caminhão contra o mercado de Natal em Berlim, deixando 12 pessoas mortas e dezenas de feridos. O autor, Anis Amri, era um candidato a asilo rejeitado da Tunísia. Ele morreu dias depois em um tiroteio com policiais perto de Milão, na Itália.

    Houve um aumento nos ataques terroristas usando veículos na Europa e nos EUA. Nice, Berlim, Londres, Estocolmo, Barcelona e Nova York já sofreram ataques desse tipo ao longos dos últimos 12 meses.

    Mais:

    Bombardeiros russos atacam posições do Daesh em Abu Kemal
    Terroristas do Daesh plantaram explosivos em quase todos os edifícios no centro de Raqqa
    Presidente turco acusa EUA de financiar Daesh na Síria
    Tags:
    violência, ameaça terrorista, terrorismo, Fundação Wafa Media, Daesh, Papa Bento XVI, Papa Francisco, Europa, Filipinas, Vaticano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar