06:19 09 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    1239
    Nos siga no

    Os EUA pretendem apresentar um plano para deslocar 20 mil soldados da ONU para Donbass, no leste da Ucrânia, informou o jornal the Wall Street Journal, citando fontes diplomáticas em Washington e União Europeia.

    Mais cedo, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou apoiar o envio de uma missão de paz da ONU para Ucrânia, desde que a sua função fosse garantir a segurança dos funcionários da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE). Segundo ele, os "capacetes azuis" devem permanecer nas linhas de confronto entre as tropas de Kiev e das autoproclamadas repúblicas da região.

    O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, acrescentou que a posição de Moscou sobre as atribuições da missão de paz seria flexível.

    Segundo o jornal, o representante especial dos Estados Unidos para a Ucrânia Kurt Volker, que apoia a missão de paz da ONU, afirmou ter discutido com o assessor do presidente russo, Vladislav Surkov, as possibilidades de ampliar a ação das tropas internacionais, de modo a garantir o controle da fronteira russo-ucraniana e monitoramento da armamento pesado.

    A nova proposta de Washington, destacou o jornal, busca verificar a seriedade das intenções de Moscou. Além disso, diplomatas ocidentais avaliam que as tropas internacionais devem se submeter ao comando da OSCE, cujos observadores atuam na Ucrânia desde o início dos conflitos.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar