03:41 22 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Artilharia ucraniana em Donbass, foto de arquivo

    Donetsk diz ter destruído 2 baterias de artilharia ucraniana

    © AP Photo / Petr David Josek
    Europa
    URL curta
    7202

    Duas baterias de artilharia dos militares ucranianos foram destruídas em resposta ao fogo contra Donetsk, informou líder da república autoproclamada de Donetsk, Aleksandr Zakharchenko.

    Mais cedo, o comando operacional da república denunciou a situação agravante na área: na noite do domingo — do horário local, soldados ucranianos começaram a disparar contra áreas residenciais de Donetsk.

    "Foram destruídas duas baterias de artilharia e três abrigos, entre eles, um ponto de comando que corrigia fogo contra Donetsk", respondeu Zakharchenko à pergunta sobre a reação das forças de defesa da república.

    Segundo Zakharchenko, a OSCE não fixa esses casos por poder comprovar a agressão de Kiev. Para o líder da república autoproclamada, esta ação pode ser uma provocação ligada a um possível encontro do presidente Putin com seu homólogo norte-americano, Donald Trump.

    "A situação em Kiev está longe de ser boa. Essa [provocação] foi posta em prática para atrair atenção para a guerra em Donbass ou para o encontro entre Putin e Trump. O que Ucrânia fez, simplesmente abriu fogo de artilharia, o que não passa de ação criminosa", resumiu Zakharchenko.

    Em abril de 2014, a Ucrânia iniciou uma operação militar nas províncias orientais de Donetsk e Lugansk, onde foram proclamadas repúblicas populares em resposta ao violento golpe de Estado que ocorreu em Kiev em fevereiro do mesmo ano. Segundo estimativas da ONU, desde o início da crise, as hostilidades resultaram em cerca de mais de 10 mil mortes.

    Mais:

    Donetsk informa sobre instrutores militares da OTAN na linha de contato em Donbass
    Exército ucraniano concentra tanques e artilharia em Donbass, dizem autoridades de Donetsk
    Donetsk acusa Ucrânia de usar drones equipados com munições de fragmentação
    Tags:
    artilharia, provocação, Aleksandr Zakharchenko, Donetsk, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar