20:24 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    683
    Nos siga no

    Os conservadores planejam reduzir a numerosa Marinha da Grã-Bretanha vendendo uma parte da sua frota para a América do Sul, enquanto vários senadores e ministros afirmam que isso vai afetar negativamente a capacidade de defesa da Grã-Bretanha, informa o RT.

    As autoridades britânicas estariam planeando a venda de cerca de cinco fragatas e dois navios anfíbios. De acordo com a publicação da Jane’s Navy International, dois navios anfíbios de assalto, o HMS Albion e o HMS Bulwark, podem ser vendidos para países da América do Sul (Chile e Brasil) apesar da promessa dos conservadores de não reduzir a frota existente de 13 fragatas.

    A informação surge em meio da intenção do Ministério da Defesa do país de preencher uma lacuna no financiamento de cerca de 39,7 bilhões de dólares ao longo da próxima década. 

    "Se alienarmos esta capacidade, não a poderemos recuperar rapidamente… Estamos alienando uma capacidade anfíbia que é, na minha opinião, absolutamente essencial", disse ao The Telegraph Julian Thompson, major-general reformado da Marinha da Grã-Bretanha. 

    Na noite de quarta (25) o porta-voz do Partido Liberal Democrata para a defesa, Menzies Campbell, também se manifestou contra a possível venda de fragatas, acrescentando que a "ideia de se livrar de mais fragatas é absolutamente louca". 

    Navio anfíbio da Marinha da Grã-Bretanha HMS Albion
    Navio anfíbio da Marinha da Grã-Bretanha HMS Albion

    O secretário de Defesa Michael Fallon, por sua parte, negou a informação sobre os planos de venda de fragatas britânicas, não havendo, segundo disse, quaisquer propostas para tal e sublinhando que a informação sobre o assunto é especulação simples.    

    Mais:

    Grã-Bretanha elabora plano de combate no caso de guerra com Coreia do Norte
    Grã-Bretanha tem inveja dos mísseis hipersônicos russos
    Tags:
    capacidade militar, financiamento, fragata, defesa, venda, frota, Marinha, América do Sul, Grã-Bretanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar