01:41 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Sebastian Kurz, ministro de Relações Exteriores da Áustria

    'Mate o pequeno Hitler': revista alemã sugere a morte do vencedor das eleições na Áustria

    © REUTERS / Leonhard Foeger
    Europa
    URL curta
    15515

    As autoridades austríacas estão investigando a revista satírica alemã Titanic após a publicação comparar o vencedor das mais recentes eleições da Áustria com o mais famoso líder nazista.

    Na última segunda-feira, a revista usou o Twitter para comparar o ministro de Relações Exteriores austríaco e líder do Partido Popular conservador da Áustria (ÖVP), Sebastian Kurz, com outro austríaco: Adolf Hitler.

    Após a vitória da sua coalizão política nas eleições parlamentares que a Áustria realizou no último 15 de outubro, aos 31 anos, Kurz se tornará o mais novo ministro de Relações Exteriores na história daquele país europeu.

    No seu tweet, a publicação incluiu uma fotografia desse político com uma cruz no peito e o seguinte texto em alemão: "Uma viagem no tempo na Áustria. Finalmente é possível: matar o pequeno Hitler".

    A polícia da capital austríaca disse que o incidente foi comunicado "às autoridades relevantes", enquanto um representante das autoridades policiais esclareceu que o fato foi reportado à Agência Federal de Proteção da Constituição e da Luta Antiterrorista de Viena.

    No entanto, representantes da Titanic responderam ao aviso policial com outro tweet, no qual eles definiram a agência como "Departamento de Viena para Viagens no Tempo" e ainda ironizou, dizendo que os oficiais se "reportaram" à publicação.

    Mais:

    'Vovó nazista' pega 6 meses de prisão por negar o Holocausto... de novo
    'Caçador de tesouros' encontra vestígios do programa nazista para obter bomba atômica
    Ex-chanceler da Áustria felicita Merkel por vitória na Alemanha
    Tags:
    sátira, preconceito, política, nazismo, terrorismo, Titanic, Adolf Hitler, Sebastian Kurz, Alemanha, Viena, Áustria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik