17:51 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Membros do Regimento Azov, em Mariupol.

    Na Ucrânia é encontrado corpo do fundador da unidade neonazista Azov

    © AFP 2018 / Genya Savilov
    Europa
    URL curta
    1261

    O corpo de um dos fundadores da unidade neonazista Azov, Vitaly Knyazhesky, foi encontrado em uma floresta na região de Carcóvia.

    Eis o que escreveu no Facebook o deputado da Suprema Rada do Partido Radical, Igor Mosichuk.

    "Dizem que foi suicídio… Não posso crer, não entra na minha cabeça!", escreveu o deputado.

    Ele também assinalou que Knyazhesky foi ativista da organização "Patriota da Ucrânia" e um dos coordenadores da primeira composição do batalhão Azov.

    Azov é um dos batalhões voluntários financiados por fontes privadas. Mais anteriormente, as autoridades ucranianas anunciaram que são proibidas quaisquer formações ilegais no país. Para resolver o problema, o Ministério da Defesa propôs a entrada dos batalhões nas fileiras das forças militares ucranianas.

    O Comitê investigativo russo lançou um caso criminal contra membros da unidade neonazista Azov por "sequestro", "tortura" e "uso de meios e métodos proibidos para travar luta".

    Mais:

    A quem Ucrânia vende as armas herdadas da URSS?
    Enquanto Poroshenko perde cada vez mais poder, Ucrânia se prepara para guerra
    Cidadão russo é suspeito de preparar golpe na Ucrânia
    Tags:
    ultradireita, tortura, sequestro, morte, Suprema Rada, Regimento Azov, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik