11:46 20 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un durante o lançamento do míssil Hwasong-12 efetuado em 16 de setembro de 2017

    Itália decide expulsar embaixador da Coreia do Norte

    © REUTERS/ KCNA
    Europa
    URL curta
    81720410

    O embaixador norte-coreano em Roma terá que sair da Itália, disse o ministro italiano das Relações Exteriores, Angelino Alfano.

    "Nós tomamos a decisão séria de interromper a autorização do embaixador norte-coreano, ele terá de deixar a Itália", disse o chanceler em entrevista ao jornal La Repubblica.

    Angelino Alfano também considerou "encorajadora" a recente declaração do secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, de que os Estados Unidos mantêm canais de diálogo com Pyongyang.

    A tensão está alta na península após uma série de testes balísticos norte-coreanos e exercícios militares dos Estados Unidos. O mais recente teste balístico do país de Kim Jong-un foi realizado no dia 15 de setembro, quando um míssil norte-coreano sobrevoou o norte do Japão antes de cair no Oceano Pacífico, cerca de 20 minutos após o lançamento.

    A Itália costuma condenar os testes da Coreia do Norte e pedir o cancelamento de seu programa balístico e nuclear. 

    Na sexta-feira (29), a chancelaria italiana organizou uma reunião informal sobre a crise norte-coreana com representantes do G7, União Européia e Coreia do Sul e Austrália.

    Mais:

    Coreia do Norte: 'Se os EUA atacarem, faremos com que paguem com todo nosso poder nuclear'
    Por que chegou o tempo para se preparar para o pior com Coreia do Norte?
    Tillerson assegura que EUA têm canais de comunicação diretos com Coreia do Norte
    Ministro britânico aponta ameaça nuclear crescente da Coreia do Norte e Rússia 'agressiva'
    EUA e a Coreia do Sul realizam exercícios de defesa antiaérea
    Mídia da Coreia do Norte divulga fotos de visita de Kim Jong-un à 'Fazenda Número 1166'
    Tags:
    União Europeia, G7, Rex Tillerson, Angelino Alfano, Coreia do Norte, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik