06:57 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    A man places an Estelada (Catalan separatist flag) on a stick during a protest outside the High Court of Justice of Catalonia in Barcelona, Spain, September 21, 2017.

    Catalunha dorme sem saber se poderá votar em plebiscito sobre independência da Espanha

    © REUTERS / Jon Nazca
    Europa
    URL curta
    Referendo independentista na Catalunha (66)
    0 13
    Nos siga no

    Ativistas e moradores locais estão ocupando escolas em Barcelona para garantir a realização do plebiscito sobre a independência da Catalunha da Espanha neste domingo (1).

    O correspondente da Sputnik na cidade encontrou uma escola no distrito de Gracia que irá preparar uma paella — prato típico da região — como preparativo para a votação.

    Um morador de Barcelona e pai de uma criança que frequente a escola contou que a polícia já visitou o local, conferiu que tratava-se de um evento pacífico e foi embora.

    "As pessoas que se reuniram aqui não são apenas os apoiadores da independência catalã. Na verdade, alguns de nós votaremos contra. Nós apenas queremos votar em algum lugar pacificamente, é por isso que estamos aqui para manter este lugar público aberto" disse Jofre Mateu.

    O Governo espanhol considera o plebiscito ilegal e levou a questão para o Tribunal Constitucional — que determinou sua suspensão até que o mérito da questão seja julgado. Ainda assim, as autoridades catalãs decidiram manter a votação.

    A policial regional da Catalunha, conhecida como Mossos d'Esquadra, chegou a retirar os manifestantes de algumas escolas que seriam utilizadas como locais de votação. Segundo a BBC, mais da metade das 2.315 escolas que funcionariam como seções eleitorais foram fechadas pela polícia

    Apesar de vinculada à Catalunha, a policia local deve obedecer ordens legais e deve tentar impedir a realização do plebiscito. 

    Tema:
    Referendo independentista na Catalunha (66)
    Tags:
    Catalunha, Espanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar