10:32 24 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Secretário da Defesa da Grã-Bretanha, Michael Fallon, espera fora do Ministério das Relações Exteriores antes de uma cúpula com as principais nações da coalizão contra o Estado Islâmico, 15 de dezembro de 2016, em Londres.

    Ministro britânico aponta ameaça nuclear crescente da Coreia do Norte e Rússia 'agressiva'

    © AFP 2019 / Stefan Rousseau
    Europa
    URL curta
    17414

    O ministro de Defesa da Grã-Bretanha declarou que hoje em dia registra-se o aumento da ameaça nuclear tanto de uma Coreia do Norte "insensata", como de uma Rússia "agressiva", informa o RT.

    Entretanto, Michael Fallon afirmou que só há um único meio para conter as ameaças mais críticas, se referindo às armas nucleares.

    O princípio da teoria de contenção nuclear é que graças à posse de mísseis nucleares você não permite que outros utilizem ou desenvolvam essas armas. Esta teoria agora está sendo posta à provas com a Coreia do Norte. Os meios de contenção nuclear britânicos estão em alerta máximo e podem ser utilizados no caso de necessidade.

    "Hoje registra-se uma ameaça crescente de uma Coreia do Norte insensata e de uma Rússia cada vez mais agressiva. As armas nucleares se mantêm o único meio confiável para conter as ameaças mais críticas", declarou Michael Fallon à Sky News, citado pelo RT.

    Michael Fallon recebeu o secretário-geral da OTAN na base nuclear do Reino Unido na Escócia. Durante o encontro, eles reafirmaram que se a Coreia do Norte ameaçar os EUA, ela ameaça toda a Aliança Atlântica.

    Mais:

    Coreia do Norte ameaça Grã-Bretanha com 'fim miserável' se apoiar EUA
    Analista militar: Grã-Bretanha não tem capacidade para conter 'arsenal terrífico' russo
    Tags:
    contenção, armas nucleares, ameaça, política, opinião, defesa, declaração, Michael Fallon, Grã-Bretanha, Rússia, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar