20:29 08 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Eleitores se reúnem na sede da União Democrática Cristã (CDU), partido da chanceler Angela Merkel, e reagem às primeiras pesquisas de boca de urna nas eleições gerais alemãs (Bundestagswahl) em Berlim, Alemanha, 24 de setembro de 2017.

    Partido de Angela Merkel vence eleições parlamentares na Alemanha, aponta projeção

    © REUTERS / Kai Pfaffenbach
    Europa
    URL curta
    1857
    Nos siga no

    O partido da União Democrata Cristã (CDU), juntamente com o braço bávaro, a União Social Cristã (CSU), ambos liderados pela chanceler Angela Merkel, dominam as eleições federais alemãs com 32,5%, de acordo com a pesquisa da ZDF, enquanto os sociais democratas e Martin Schulz estão no segundo lugar com 21% dos votos.

    A direita, representada pelo Alternativa para a Alemanha (AfD), teria conquistado 13,5% dos votos e, portanto, entrará no Parlamento alemão pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial.

    As pesquisas de boca de urna indicam que nenhum dos partidos alemães obteve maioria para formar um governo, o que significa que será preciso formar uma coalizão para garantir o posto de chanceler.

    O Partido Social Democrata da Alemanha anunciou logo após a divulgação dos primeiros resultados que não vai participar de nenhuma coalizão e que está pronto para assumir a oposição a Merkel

    As seções de votação fecharam às 18h no horário local (13h no horário de Brasília).

    Discursando para apoiadores, Merkel disse que esperava um "melhor resultado" e falou sobre "desafios extraordinários". Ela acrescentou que ela iria ouvir as "preocupações e ansiedades" dos eleitores da extrema-direita de modo a recuperar a confiança deles. Se confirmado o percentual de votos, este deve representar uma queda de 10 pontos na comparação com as últimas eleições em 2013.

    Tags:
    Segunda Guerra Mundial, Alternativa para a Alemanha, União Social Cristã da Baviera, União Democrata Cristã, Partido Social Democrata da Alemanha (SPD), CDU, ZDF, Martin Schulz, Angela Merkel, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar