07:01 05 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    1857
    Nos siga no

    O partido da União Democrata Cristã (CDU), juntamente com o braço bávaro, a União Social Cristã (CSU), ambos liderados pela chanceler Angela Merkel, dominam as eleições federais alemãs com 32,5%, de acordo com a pesquisa da ZDF, enquanto os sociais democratas e Martin Schulz estão no segundo lugar com 21% dos votos.

    A direita, representada pelo Alternativa para a Alemanha (AfD), teria conquistado 13,5% dos votos e, portanto, entrará no Parlamento alemão pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial.

    As pesquisas de boca de urna indicam que nenhum dos partidos alemães obteve maioria para formar um governo, o que significa que será preciso formar uma coalizão para garantir o posto de chanceler.

    O Partido Social Democrata da Alemanha anunciou logo após a divulgação dos primeiros resultados que não vai participar de nenhuma coalizão e que está pronto para assumir a oposição a Merkel

    As seções de votação fecharam às 18h no horário local (13h no horário de Brasília).

    Discursando para apoiadores, Merkel disse que esperava um "melhor resultado" e falou sobre "desafios extraordinários". Ela acrescentou que ela iria ouvir as "preocupações e ansiedades" dos eleitores da extrema-direita de modo a recuperar a confiança deles. Se confirmado o percentual de votos, este deve representar uma queda de 10 pontos na comparação com as últimas eleições em 2013.

    Tags:
    Segunda Guerra Mundial, Alternativa para a Alemanha, União Social Cristã da Baviera, União Democrata Cristã, Partido Social Democrata da Alemanha (SPD), CDU, ZDF, Martin Schulz, Angela Merkel, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar