01:27 22 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Presidente da Moldávia Igor Dodon

    Presidente da Moldávia declara que não assinará nenhuma lei antirrussa

    © Sputnik/ Sergey Guneev
    Europa
    URL curta
    2784130

    O presidente da Moldávia, Igor Dodon, disse à Sputnik que não assinará nenhuma lei hostil à Rússia e que conta com o total apoio do seu povo.

    No fim do setembro terá início a nova sessão parlamentar, na qual os deputados planejam voltar a discutir as leis suspensas pelo presidente e debater a iniciativa de proibição dos canais televisivos russos.

    "Segundo a Constituição, na segunda vez o presidente deve assinar a lei. Vou afastar-me conscientemente [da norma constitucional] se isso, em minha opinião, não corresponder aos interesses nacionais. Trata-se da lei sobre o 9 de maio. É uma festa sagrada para nós e, por isso, não podemos proclamar o 9 de maio Dia da Europa. É um dia de memória, o Dia da Vitória", disse Dodon.

    De acordo com o presidente, ele planeja rejeitar também a lei sobre "propaganda russa".

    "Mesmo que o Parlamento a adote duas ou três vezes, eu não a assinarei, ela não entrará em vigor", sublinhou o presidente.

    Em tal situação, de acordo com a legislação, o Parlamento deve declarar que o presidente viola a Constituição e lançar o processo de afastamento do presidente do cargo através de um referendo.

    "Estou pronto para isso [o referendo]. Estou certo de que o povo estará do meu lado", disse ele.

    Respondendo à pergunta sobre as suas ações no caso de a maioria parlamentar lançar o processo do impeachment, Dodon disse que conta com o total apoio do povo.

    O presidente moldavo tem uma série de conflitos com o Parlamento, que apoia a linha política de "integração europeia” e adotou algumas medidas hostis em relação à Rússia. Dodon, por sua vez, é adepto de fortalecer as relações com Moscou.

    Mais:

    Socialista Igor Dodon declara vitória na eleição presidencial da Moldávia
    Tags:
    relações bilaterais, impeachment, Igor Dodon, Moldávia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik