05:32 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente ucraniano Pyotr Poroshenko durante a sua visita à região de Donetsk, Ucrânia, 28 de março de 2016

    Poroshenko: 'Ainda há um longo caminho para estabelecer a paz sustentável em Donbass'

    © Sputnik / Nikolai Lazarenko
    Europa
    URL curta
    1021
    Nos siga no

    Ainda há um longo caminho a percorrer para estabelecer a paz sustentável na região de Donbass da Ucrânia, apesar de todos os esforços feitos por diplomatas ucranianos para resolver o problema por meios políticos e diplomáticos, disse o presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, no sábado.

    "Independentemente dos grandes esforços que a liderança do país e os nossos diplomatas ucranianos estão fazendo para resolver a questão da libertação do território ucraniano por meios políticos e diplomáticos, a situação, infelizmente, ainda está muito longe da paz sustentável. Nestas circunstâncias difíceis nós particularmente apreciamos e apoiamos as Forças Armadas e a Guarda Nacional da Ucrânia", disse Poroshenko ao canal de TV 112 Ucrânia.

    O presidente ucraniano observou que a paz em Donbass só poderia ser alcançada por meios diplomáticos e políticos, mas com o forte exército ao mesmo tempo. As autoridades da Ucrânia estão conduzindo uma operação militar nas regiões orientais do país desde abril de 2014, depois que os residentes locais se recusaram a reconhecer o novo governo em Kiev.

    Em fevereiro de 2015, Kiev e as milícias Donbass assinaram um acordo de cessar-fogo, mas ambos os lados têm denunciado violações desde então.

    Mais:

    Presidente da Ucrânia pretende reaver Donbass e Crimeia por meios pacíficos
    Quarteto da Normandia comemora cessar-fogo em Donbass
    Mais de 2.700 civis morreram em Donbass desde o início do conflito, diz Cruz Vermelha
    EUA preparam tropas de reconhecimento ucranianas para operarem em Donbass
    Ucrânia viola regime de cessar-fogo em Donbass mais de 55 vezes
    Tags:
    TV 112, Guarda Nacional da Ucrânia, Forças Armadas da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, Kiev, Donbass, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar