01:25 22 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Agência de notícias Rossiya Segodnya

    Conselho da UE apoia decisão da Estônia em recusar credenciais a jornalistas russos

    © Sputnik/ Ramil Sitdikov
    Europa
    URL curta
    5715312

    O direito da Estônia de recusar credenciais à Agência Internacional de Informação de Rossiya Segodnya para cobrir a reunião dos ministros das Relações Exteriores da UE foi reafirmado no Conselho da União Europeia.

    A decisão da Estônia em negar credenciais de imprensa a três agências da Agência Internacional de Informação Rossiya Segodnya para a reunião em Tallinn dos Ministros das Relações Exteriores da UE foi discutida no Conselho da União Europeia e resultou na reafirmação do direito dos estonianos em dar a última palavra.

    A Estônia recusou-se a conceder o credenciamento a três repórteres para a reunião informal prevista para 7 a 8 de setembro. Esta foi a primeira vez que a agência enfrentou tais restrições de acesso a eventos de nível ministerial sob a égide da União Europeia.

    A Secretaria-Geral do Conselho da União Europeia e a Direção-Geral de Comunicação participaram na discussão. De acordo com a declaração do chefe de relações com a mídia do Conselho, Guy Milton, a Estônia está ciente da controvérsia quanto à decisão, mas a natureza informal da reunião tornou-se sujeito às políticas da Estônia, que recepcionava o evento.

    Milton sublinhou que as regras de credenciamento dos repórteres em Bruxelas não tinham mudado.

    Reações

    Na sexta-feira, a Federação Europeia dos Jornalistas (EFJ) pediu à Presidência da Estônia que reconsiderasse a decisão. O secretário-geral da EFJ, Ricardo Gutierrez, havia dito anteriormente que a recusa em conceder a credencial era "desproporcional".

    As autoridades da Estônia explicaram a decisão pelo cumprimento da recomendação do Conselho da Europa sobre as plataformas que divulguem informações imprecisas à resolução de 2016 do Parlamento Europeu.

    "Esses motivos gerais, baseados em textos não-vinculativos, não justificam de modo algum uma recusa de acreditação", afirmou Gutiérrez, de acordo com o site da EFJ.

    A editora chefe da RT e da Sputnik, Margarita Simonyan, agradeceu a Gutiérrez por seu apoio à liberdade de expressão.

    Mais:

    Editora-chefe explica por que Ocidente não pode provar que Sputnik e RT mentem
    Editora-chefe da Sputnik e RT: 'Estamos sendo ameaçados e isso nos preocupa'
    Tags:
    RT, Sputnik, Federação Europeia dos Jornalistas (EFJ), Conselho da União Europeia, Secretaria-Geral do Conselho da União Europeia, União Europeia, Rossiya Segodnya, Margarita Simonyan, Guy Milton, Bruxelas, Tallinn, Estônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik