03:25 15 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Manobras perto da fronteira ocidental da Rússia (36)
    460
    Nos siga no

    O embaixador da Letônia em Moscou, Maris Riekstins, disse na quinta-feira (31) que não entende todo o alvoroço em torno das manobras Zapad 2017 porque cada país pode realizar manobras.

    "Há muita inquietação em torno das manobras Zapad, mas não há nada de estranho na sua realização – essas não são as primeiras manobras próximo da fronteira dos países bálticos nos últimos seis anos. Temos de ficar vigilantes, mas não ficar histéricos […] Qualquer país tem o direito de desenvolver as suas próprias forças amadas e realizar manobras. A Bielorrússia, Rússia, Letônia. Nós, por nossa vez, queremos mais transparência”, disse Riekstins durante um programa de televisão letão.

    Vários países da OTAN expressaram suas preocupações com as manobras.

    Ao comentar essa inquietação em relação à transparência, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia afirmou que o número de efetivos e equipamentos que participam dos treinamentos Zapad 2017 não atinge o nível sujeito a observação obrigatória prevista no Documento de Viena da OSCE de 2011. Em 13 de julho, na reunião do Conselho OTAN-Rússia, a Rússia realizou uma coletiva de imprensa sobre os próximos exercícios. 

    De acordo com o vice-ministro da Defesa da Rússia, general Aleksandr Fomin, os exercícios terão um caráter exclusivamente defensivo, vai ser treinada a luta contra os terroristas apoiados do estrangeiro.

    O chefe do Estado-Maior General e vice-ministro da Defesa da Bielorrússia, Oleg Belokonev, disse que a reação de alguns países às manobras Zapad 2017 é incompreensível, tomando em conta o aumento das forças da OTAN perto das fronteiras da Bielorrússia e da Rússia.

    Os exercícios conjuntos russo-bielorrussos vão decorrer no período de 14 a 20 de setembro no território da Bielorrússia. 

    Tema:
    Manobras perto da fronteira ocidental da Rússia (36)
    Tags:
    manobras, Zapad 2017, Bielorrússia, Rússia, Letônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar