18:42 23 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Exercícios militares Zapad-81 (foto de arquivo)

    OTAN acusa Moscou e Minsk de falta de transparência nos próximos exercícios Zapad 2017

    © Sputnik / V. Kiselev
    Europa
    URL curta
    Manobras perto da fronteira ocidental da Rússia (36)
    78725

    A OTAN acusa a Rússia e Bielorrússia de falta de transparência durante as manobras conjuntas Zapad 2017 e declarou que o caráter seletivo dos observadores nos exercícios põe em causa seus objetivos reais, disse à Sputnik a porta-voz da Aliança, Oana Lungescu.

    Destróier USS Porter da marinha dos EUA (DDG 78) durante uma visita planejada ao porto de Constança, Romênia, 13 de junho de 2016
    © REUTERS / US Navy/Mass Communication Specialist 3rd Class Robert S. Price/Handout
    Segundo a representante da OTAN, a Bielorrússia convidou dois expertos para observarem as manobras durante os dias abertos para visitas, enquanto a Rússia convidou apenas um.

    "Agradecemos os convites, mas eles não substituem a observação prevista no Documento de Viena [da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, OSCE], que prevê informação sobre o cenário fictício e sobre a realização das manobras, a possibilidade de conversar diretamente com os militares sobre os temas das manobras e voos sobre os exercícios", sublinhou ela.

    O Documento de Viena determina que as nações participantes aceitem inspeções periódicas de monitores internacionais e deem informações detalhadas sobre suas Forças Armadas, seu orçamento militar e planos de defesa.

    Lungescu declarou que a Rússia e Bielorrússia, em vez disso, preferem uma atitude seletiva que não corresponde às expectativas.

    "Esta falta de transparência apenas põe em causa a natureza e os objetivos dos exercícios", acrescentou.

    Os exercícios conjuntos russo-bielorrussos vão decorrer no período de 14 a 20 de setembro no território da Bielorrússia.

    Vários países da OTAN expressaram suas preocupações com as manobras.

    Por exemplo, o Ministério da Defesa da Lituânia elaborou um relatório sobre as supostas ameaças à segurança nacional provenientes dos exercícios Zapad 2017.

    O Ministério da Defesa da Bielorrússia considerou o relatório como "histórias inventadas".

    Ao comentar essa inquietação em relação aos exercícios, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia afirmou que a quantidade de efetivos e equipamentos que participam das manobras Zapad 2017 não atinge o nível sujeito a observação obrigatória prevista no Documento de Viena da OSCE de 2011.

    Tema:
    Manobras perto da fronteira ocidental da Rússia (36)

    Mais:

    General dos EUA: exercícios militares russos Zapad 2017 causam preocupação
    Lituânia considera exercícios militares Zapad 2017 uma ofensiva contra OTAN
    Tags:
    defesa, exercícios militares, Zapad 2017, Oana Lungescu, Bielorrússia, Europa, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar