19:44 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Os militares bielorrussos durante as manobras Zapad (archivo)

    Manobras russo-bielorrussas estão de acordo com a lei internacional, diz deputado russo

    © Sputnik / Igor Zarembo
    Europa
    URL curta
    Manobras perto da fronteira ocidental da Rússia (36)
    8133
    Nos siga no

    Rússia está atuando em conformidade com a lei internacional quanto aos exercícios militares conjuntos com a Bielorrússia (Zapad 2017), afirmou no sábado o vice-presidente da Comissão para Defesa e Segurança do Senado russo, Frants Klintsevich, em uma entrevista à Sputnik.

    A Polônia não deve ficar preocupada, acrescentou.

    O ministro da Defesa polonês manifestou-se preocupado na sexta-feira com a hipótese de as tropas russas, estacionadas na Bielorrússia à espera das manobras militares, poderem vir a ficar na fronteira com a Polônia, acabados os exercícios. As manobras estão marcadas para 14-20 de outubro.

    "O ministro da Defesa polonês, Antoni Macierewicz, se juntou ao coro dos políticos ocidentais que estão escalando artificialmente a tensão em torno das manobras militares. Não há razão para tal histeria", garantiu Klintsevich. Relativamente aos objetivos dos exercícios, tanto a Rússia, como a Bielorrússia estão atuando "exclusivamente no quadro das normas e acordos internacionais relevantes", destacou.

    A legislação permite que Moscou e Minsk tomem quaisquer decisões no sentido de garantir a segurança de ambos os países, assinalou o parlamentar.

    "A Polônia não tem nada com que se preocupar. Só posso recomendar aos seus líderes que se abstenham de quaisquer provocações durante as manobras", concluiu.

    Os exercícios vão se estender desde o território da península de Kola, no extremo noroeste da Rússia, até à Bielorrússia.

    Na sexta-feira, a chancelaria russa divulgou uma nota afirmando que a histeria em relação aos treinamentos Zapad 2017 na mídia ocidental visa justificar as despesas públicas europeias destinadas ao aumento da atividade militar da OTAN.

    Tema:
    Manobras perto da fronteira ocidental da Rússia (36)

    Mais:

    Ministros da Defesa da OTAN vão participar do Dia da Independência da Ucrânia
    Sede da OTAN pode ser transferida para Moscou?
    OTAN critica visita de Putin à região separatista da Geórgia
    Opinião: Noruega está intensificando ativamente 'armaduras' da OTAN
    Tags:
    críticas, manobras, Zapad 2017, OTAN, Frans Klintsevich, Antoni Macierewicz, Península de Kola, Bielorrússia, Polônia, Minsk, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar