19:51 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Comboio de ajuda humanitária russa na região ucraniana de Lugansk, em Donbass (arquivo)

    Donbass terá nova trégua a partir de sexta-feira

    © Sputnik/ Maksim Blinov
    Europa
    URL curta
    127931

    O Grupo de Contato Trilateral para a resolução da crise ucraniana, formado por Ucrânia, Rússia e OSCE, chegou a um acordo para o estabelecimento de um novo cessar-fogo na tumultuada região de Donbass. Segundo o enviado russo para a organização, Boris Grizlov, a trégua deverá entrar em vigor na próxima sexta-feira, 25.

    "O resultado principal é que o Grupo de Contato conseguiu acordar um cessar-fogo a partir de 25 de agosto, em razão do início do período escolar", disse Grizlov após encontro com outros representantes da organização em Minsk, na Bielorrússia, destacando a necessidade de serem adotadas medidas disciplinares contra os violadores da trégua. 

    Logo após o anúncio, representantes das milícias do leste da Ucrânia, das repúblicas de Donetsk e Lugansk, que sofrem com o aumento do bloqueio econômico e de transportes por parte do governo ucraniano, declararam disposição para cumprir o acordo de cessar-fogo alcançado. 

    A região de Donbass está mergulhada em uma profunda crise desde abril de 2014, quando forças locais se rebelaram contra as novas autoridades de Kiev, que chegaram ao poder após um golpe de Estado que consistiu na derrubada do presidente eleito Viktor Yanukovich. Apesar dos acordos de reconciliação firmados na capital bielorrussa com o apoio da Rússia, da Alemanha e da França, as duas partes em conflito seguem se acusando mutuamente de não cumprir os compromissos assumidos e de violar os regimes de cessar-fogo estabelecidos. 

    Mais:

    EUA preparam tropas de reconhecimento ucranianas para operarem em Donbass
    Ucrânia viola regime de cessar-fogo em Donbass mais de 55 vezes
    Exército ucraniano é acusado de enviar mais armamentos para Donbass
    Tags:
    Boris Grizlov, Viktor Yanukovich, Bielorrússia, Minsk, Kiev, Lugansk, Donetsk, Donbass, Ucrânia, França, Alemanha, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik