06:38 21 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 12
    Nos siga no

    Um acidente inusitado provocou duas mortes ontem em Portugal.

    Um Cessna de dois lugares aterrissou na tarde de ontem na praia de Caparica, em Almada, atropelando mortalmente uma criança de oito anos e um homem de 56. O acidente já foi qualificado como "inédito" pelas autoridades locais.

    O piloto e o copiloto da avioneta saíram ilesos, informa o Público, e já foram ouvidos pela Polícia Marítima sobre os motivos do acidente. Hoje, eles vão ser interrogados pelo Ministério Público.

    A Procuradoria-Geral da República (PGR) portuguesa confirmou o início do inquérito. De acordo com o Expresso, se trata de dois processos, um de natureza judicial e outro de natureza técnica, levado a cabo este último pelo Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários.

    A aeronave, fabricada em 1978, pertence ao aeroclube de Torres Vedras e estava há vários anos emprestada à escola de aviação G-Air.

    "Mayday, mayday, mayday. Falha do motor, vou aterrar na praia", disse o piloto em comunicação de emergência à torre de controle de Cascais.

    Para o advogado Melo Alves, citado pelo Público, o piloto pode vir a ser acusado de homicídio por negligência se não conseguir demonstrar que não tinha outra opção senão aterrissar em um mar de pessoas.

    Mais:

    Acidente aéreo com avião militar deixa um morto e 5 feridos na Rússia
    Paraquedista da Marinha dos Estados Unidos morre em acidente durante exibição em Nova York
    Tags:
    Portugal, praia de Caparica, acidente, morte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar