11:59 23 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados turcos guardam fronteira com a Síria, na região de Sanliurfa

    Vídeo mostra soldados turcos espancando refugiados sírios [IMAGENS FORTES]

    © AFP 2018/ ILYAS AKENGIN
    Europa
    URL curta
    14018

    Um grupo de soldados turcos foi detido por suspeitas de atacar quatro jovens sírios que tentaram atravessar ilegalmente a fronteira para a Turquia.

    O incidente atraiu a indignação on-line quando o vídeo (cuja autenticidade ainda não pode ser confirmada) mostrando quatro soldados turcos atacando os jovens sírios apareceram na internet. O incidente, ocorrido na sexta-feira, 28 de julho, de acordo com o exército turco, foi supostamente filmado por um dos soldados.

    O vídeo de dois minutos mostra os soldados cercando um dos sírios, chutando-o e gritando: "Por que você está chorando? Por que você está chorando? Você virá novamente para Turquia?", pergunta um dos soldados, antes de atacar o sírio várias vezes mais. Ele grita de dor, mas um dos soldados grita: "Cale a boca! Não chore".

    Os sírios não respondem aos soldados, que perguntam a um turco que os acompanhava "Por que você trouxe os refugiados? Você é um traficante?"

    O vídeo termina com uma filmagem de um soldado turco batendo repetidamente um sírio, jogando-o no chão e socando-o várias vezes quando ele já estava caído. O soldado que filmou a ação supostamente enviou isso a um amigo na Alemanha, que então vazou o conteúdo on-line.

    O exército turco repreendeu os quatro soldados. "A equipe em questão foi detida e todos os procedimentos administrativos e judiciais foram imediatamente iniciados contra eles", disse a instituição em um comunicado no domingo. Os sírios foram tratados e depois deportados para a Síria, acrescentou o comunicado.

    Ao longo dos últimos seis anos de luta, a guerra civil síria criou entre 5 e 6,3 milhões de refugiados. A Turquia aceitou a maior parte desses refugiados — entre 2,9 e 3,1 milhões deles.

    Mais de 90% dos refugiados vivem em cidades turcas e as tensões continuam a crescer entre os refugiados e a maioria turca. Em junho, a Anistia Internacional acusou os guardas de fronteira turcos de abrirem fogo contra refugiados que tentavam entrar no país. A Amnistia afirmou que pelo menos oito pessoas foram mortas no incidente, mas a Turquia negou as acusações.

    Mais:

    O que pode forçar Turquia a intervir de novo na Síria?
    AI: Turquia mata refugiados na fronteira com Síria
    Turquia prende mais de mil refugiados a caminho da Europa
    OTAN surpresa com proposta da Turquia e da Alemanha para a crise de refugiados
    Tags:
    refugiados, Exército da Turquia, Anistia Internacional, Turquia, Síria, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik