15:11 29 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    23223
    Nos siga no

    Um navio britânico construído em 1992 acompanhou os três navios de guerra chineses que atravessaram há poucos dias o Canal da Mancha para participar dos exercícios russo-chineses no Báltico.

    O comando da Marinha da Grã-Bretanha enviou um navio construído há 25 anos para escoltar os novos navios chineses que cruzaram o Canal da Mancha para participar das manobras conjuntas com a Rússia, comunica o The Telegraph

    Nos dias 15 e 16 de julho, três modernos navios de guerra passavam pelo estreito de Calais. De acordo com o jornal chinês Global Times, um dos navios era um destróier do tipo 052D, construído em 2015 e dotado de um dispositivo de deteção eletromagnética com uma instalação de tiro vertical. Este navio pertence à classe de destróiers mais avançados do exército chinês, capazes de conter ataques de aviões, submarinos e mísseis antinavio inimigos, segundo acrescenta o Daily Star

    O comando da Marinha da Grã-Bretanha enviou de urgência uma fragata do tipo 23 Richmond, construída em 1992, para a zona. 

    De acordo com o Daily Star, no mar do Norte os navios chineses foram acompanhados por embarcações holandesas. 

    Anteriormente a flotilha chinesa tinha efetuado manobras no mar Mediterrâneo. De acordo com o jornal britânico, os exercícios foram uma "demonstração da força" e do potencial militar de Pequim. 

    Mais:

    Maior navio da Marinha do Reino Unido pode ser alvo fácil de ciberataque (FOTO)
    Analista militar: Grã-Bretanha não tem capacidade para conter 'arsenal terrífico' russo
    Tags:
    acompanhamento, navios, destróier, fragata, escolta, Marinha, China, Canal da Mancha, Grã-Bretanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar