20:41 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Chamas dos incêndios em resultado dos ataques aéreos da OTAN iluminam o céu de Belgrado, Iugoslávia, 24 de março de 1999

    'Bombas da OTAN são uma das primeiras recordações da minha vida'

    © AP Photo/ Dimitri Messinis
    Europa
    URL curta
    807

    Os estudantes da Sérvia não querem que seu país entre para a OTAN, não só por causa da sua experiência negativa, mas também porque veem o que a Aliança fez em outros países.

    De acordo com os resultados de uma pesquisa de opinião que foi realizada em meados de junho entre os estudantes da Sérvia, quase 88% estão contra a adesão do seu país à OTAN, quase 40% não querem aderir à UE e quase metade dos respondentes pensa que a Sérvia simplesmente não será autorizada a entrar nesta estrutura.

    Desta pesquisa de opinião participaram 1.323 estudantes da Universidade de Belgrado.

    Um estudante da Faculdade de Ciências Políticas da Universidade de Belgrado, Milos Pavkovic, disse à Sputnik Sérvia que os resultados da pesquisa em relação à UE são bastante inesperados, mas tudo é bastante lógico em relação à OTAN.

    "Eu tinha 5 anos quando aconteceu o bombardeamento – isso faz parte das minhas primeiras recordações de infância, foi um grande estresse que ficou na memória", disse.

    Uma das organizadoras do interrogatório, Djurdjija Mastalo, disse que a idade não influencia muito a opinião, porque ela é formada em grande parte pelas famílias em que os estudantes vivem.

    A população tem uma atitude negativa perante a OTAN, opina Mastalo, e diz que os jovens apoiam a política de neutralidade militar, o que é um sinal positivo para o país nas condições atuais.

    No que se refere à União Europeia, a Sérvia já há 15 anos que está em vias de adesão à União. Milos Pavkovic disse que a população, provavelmente, já está perdendo essa esperança.

    Mais:

    Rússia acelera modernização da Força Aérea sérvia
    Rússia, Bielorrússia e Sérvia iniciam manobras perto da fronteira da OTAN
    Sérvia vai processar a OTAN pelos bombardeios à antiga Iugoslávia em 1999
    Tags:
    pesquisa, opinião pública, ataques, bombardeios, OTAN, União Europeia, Belgrado, Sérvia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik