23:28 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Guarda costeira italiana resgata imigrantes à deriva no Mediterrâneo

    Crise sem fim: Itália ameaça fechar portos para barcos de imigrantes

    © flickr.com/ Niklas-B
    Europa
    URL curta
    550

    A Itália alertou a União Europeia que pode ser forçada a fechar os seus portos para navios estrangeiros que desembarcavam imigrantes resgatados no mar, informou nesta quarta-feira a mídia local.

    A Itália recebeu aproximadamente 12 mil migrantes em apenas alguns dias, levando o seu embaixador ao bloco, Maurizio Massari, a descrever a situação como “incontrolável”, de acordo com o jornal italiano La Repubblica.

    A Guarda Costeira da Itália disse à Sputnik na terça-feira que mais de 8.500 migrantes foram resgatados de barcos no Mediterrâneo ao longo dos dois dias anteriores. Eles foram levados para as principais cidades portuárias — Palermo, Messina, Crotone, Catania, Pozzallo e Augusta.

    Um total de 77.000 refugiados e migrantes que fogem da guerra e da pobreza no Oriente Médio e na África subsaariana chegaram à Europa de barco este ano, de acordo com a Organização Internacional para as Migrações. Mais de 85% deles desembarcaram na Itália.

    Mais:

    Guarda costeira italiana resgata cerca de 4.500 imigrantes da Líbia no Estreito de Sicília
    Hungria abre base militar para impedir entrada de imigrantes
    Britânicos realizam manifestações contra e a favor de imigrantes
    Tags:
    direitos humanos, imigrantes, crise de imigrantes, refugiados, União Europeia, Maurizio Massari, Europa, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik