17:43 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Brexit

    Brexit: Cidadãos europeus poderão ficar no Reino Unido, diz May

    © Foto: Pixabay
    Europa
    URL curta
    2265 0 0

    No que chamou de um “acordo justo”, a primeira-ministra britânica Theresa May disse nesta quinta-feira que os cidadãos europeus que vivem no Reino Unido não precisarão deixar o país após a conclusão das negociações para a saída dos britânicos do bloco europeu.

    Segundo May, ela não quer “separar famílias” durante o processo de saída da União Europeia (UE), o que a fez levar para a mesa de negociação em Bruxelas (Bélgica) uma “oferta séria e justa” que garante os direitos dos cidadãos europeus que vivem em solo britânico.

    Atualmente, cerca de 3 milhões de cidadãos de outros países da Europa vivem no Reino Unido. O discurso mais brando de May ainda depende de mais detalhes a respeito das regras de imigração a serem delimitadas pelo Brexit, algo a ser fechado até 2019.

    May destacou que todos os cidadãos europeus serão instados a regularizarem a sua situação no país, com a garantia dos seus direitos, tão logo o Brexit seja concluído.

    Um exemplo envolveria europeus que vivem no Reino Unido há cinco anos (não se sabe a data de início de tal contagem) e que poderiam ter acesso à saúde, educação e outros benefícios, como qualquer cidadão britânico. Quem não tivesse cinco anos de residência no país teria o direito a atingir o período mínimo.

    A primeira-ministra comentou ainda “reciprocidade é, claro, vital”, referindo-se aos britânicos que vivem em uma das outras 27 nações que compõem a UE – o que significaria, em linhas gerais, a garantia de benefícios semelhantes.

    Mais:

    Por que o Brexit e a aliança de May podem reabrir velhas feridas na Irlanda?
    Brexit: May confirma negociações 'nas próximas semanas', mas enfrenta 'motim' interno
    May: Reino Unido está pronto para o Brexit mesmo sem acordo
    Tags:
    imigração, política, diplomacia, Brexit, União Europeia, Theresa May, Inglaterra, Grã-Bretanha, Reino Unido, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik