12:55 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Presidente francês Emmanuel Macron vota no segundo turno das eleições legislativas, em 18 de junho de 2017

    Segundo turno das legislativas francesas registra baixo comparecimento eleitoral

    © AFP 2017/ CHRISTOPHE ARCHAMBAULT / POOL /
    Europa
    URL curta
    201

    Neste domingo (18), na França começou o segundo turno das eleições parlamentares, sendo que a votação está decorrendo com um comparecimento extremamente baixo.

    Até ao meio-dia em Paris (7h00 horário de Brasília), o comparecimento no segundo turno das eleições parlamentares à Assembleia Nacional francesa somou uns 17,75%, comunica o Ministério do Interior do país.

    O primeiro turno das eleições parlamentares, que decorreu há uma semana, também evidenciou uma taxa de comparecimento extremamente baixa, nomeadamente, de 48,71%.

    O presidente francês Emmanuel Macron vota em um ds círculos eleitorais na comuna Le Touquet-Paris-Plage, no âmbito do primeiro turno das legislativas em 11 de junho de 2017
    © AFP 2017/ Christophe Petit Tesson / POOL
    Para comparar, em 2012, no segundo turno das legislativas, ao meio-dia já tinham votado 21,41% dos eleitores, em 2007 — 22,89%, sendo evidente o declínio da atividade eleitoral da população.

    No primeiro turno das eleições atuais, o movimento de Macron, La République en Marche!, e seus aliados do partido Movimento Democrático obtiveram 32,3% dos votos, o partido Os Republicanos ficou com 15% e a Frente Nacional da ex-candidata presidencial Marine Le Pen obteve 13,2%.

    No primeiro turno, foi possível determinar o vencedor (que tenha obtido mais de 50%) apenas em 4 circunscrições, sendo que os restantes serão escolhidos na atual etapa da votação, na qual basta ganhar apenas uma maioria simples.

    Mais:

    Brexit: Macron deixa a porta aberta para o Reino Unido não deixar a UE
    Macron deve ganhar 'terceiro turno' das eleições francesas, apontam pesquisas
    Emmanuel Macron: Sputnik e RT fizeram propaganda contra mim
    Tags:
    abstenção, taxa de comparecimento, eleições legislativas, votação, En Marche, Emmanuel Macron, Marine Le Pen, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik