01:23 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    26212
    Nos siga no

    Um produtor da agência de notícias de vídeo da RT, Ruptly, foi atacado na sexta-feira, perto do prédio da Câmara Municipal de Kensington, por manifestantes que protestavam pela forma como autoridades locais lidaram com as consequências do incêndio fatal da Torre Grenfell em Londres.

    Algumas pessoas atacaram o produtor RT por trás, derrubaram-no no chão, bateram na cabeça e danificaram sua câmera, de acordo com a RT.

    O jornalista destacou que o número de agressores não era muito alto, de modo que os outros manifestantes conseguiram separar a confusão.

    Após o ataque, o produtor continuou a filmar os acontecimentos. No início do dia, os manifestantes se reuniram perto do Mercado Municipal de Kensington e do Conselho de Chelsea e exigiram a divulgação de informações completas sobre o número de pessoas que viviam na Torre Grenfell, bem como a transparência total da investigação e a alocação imediata de ajuda financeira para as vítimas.

    Um enorme incêndio tomou a Torre Grenfell, um prédio alto em North Kensington, engolindo todo o edifício e aprisionando quase 120 famílias. De acordo com os últimos números da polícia, pelo menos 30 pessoas morreram. Outros 24 permanecem nos hospitais, sendo 12 deles em estado crítico.

    Mais:

    Editora-chefe comenta projeto de lei dos congressistas dos EUA contra RT
    Editora-chefe: RT conseguiu desmascarar a notícia falsa mais terrível sobre Síria
    Correspondente e cameraman do canal RT Arabic são presos pela polícia em Teerã
    Editora-chefe: Sputnik e RT não interferiram na eleições francesas
    Chanceler russo comenta declaração de Macron sobre Sputnik e RT
    Tags:
    protestos, incêndio, Mercado Municipal de Kensington, Conselho de Chelsea, RT, Reino Unido, Londres, Chelsea, North Kensington
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar