22:02 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Marine Le Pen

    Le Pen lamenta resultado 'catastrófico' para a Frente Nacional nas eleições parlamentares

    © AFP 2019 / KENZO TRIBOUILLARD
    Europa
    URL curta
    101

    Candidata derrotada na corrida presidencial francesa deste ano, a líder da Frente Nacional, Marine Le Pen, lamentou o 'catastrófico' resultado do partido nas eleições parlamentares realizadas neste domingo.

    O pleito foi vencido pelo partido do presidente Emmanuel Macron, "A República em Marcha", que conquistou 32,3% e pode levar entre 400 e 445 das 577 cadeiras disponíveis na Assembleia Nacional. Macron pode obter um recorde: a maioria mais expressiva no Legislativo em 60 anos. O partido de Len Pen foi superado ainda pela direita tradicional do Partido Republicano, que terminou o pleito com 21,6% dos votos e deve fazer entre 70 a 130 cadeiras.

    A Frente Nacional pode conquistar entre 3 e 10 cadeiras, número abaixo do número necessário para montar uma frente parlamentar independente (15 cadeiras). Marine pediu aos eleitores do partido que votassem em massa no 2º turno, que acontece no próximo domingo (18 de junho), de modo a ampliar a presença do seu partido na Assembleia Nacional.

    Seleção inovadora

    O sucesso de Macron pode significar também o êxito de uma nova fórmula de fazer política na França. O jovem presidente criou o próprio partido há apenas 1 ano e 2 meses. Para as legislativas, apresentou uma lista com 428 candidatos, 214 homens e 214 mulheres, mais da metade sem experiência política nenhuma. Na lista há juízes, economistas, matemáticos e até uma toureira.

    Antes disso, os representantes do "A República em Marcha" passaram por um rigoroso escrutínio interno que eliminou inscritos como o ex-primeiro-ministro socialista, Manuel Valls.

    Mais:

    Pesquisa: partido de Macron deve receber 32,6% dos votos nas eleições legislativas
    Macron deve ganhar 'terceiro turno' das eleições francesas, apontam pesquisas
    Macron acha que a melhor defesa é o ataque, mas não tem 'armas'
    Macron diz que quer fortalecer cooperação com a Rússia sobre a Síria fora da coalizão
    Tags:
    Assembleia Nacional da França, Partido Republicano, Frente Nacional, En Marche, A República em Marcha, Marine Le Pen, Manuel Valls, Emmanuel Macron, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar