14:00 17 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Imagem que ilustra a capa do The Sun nesta quinta mostra o candidato trabalhista Jeremy Corbyn em uma lata de lixo.

    Apoiadores do Partido Trabalhista do Reino Unido queimam jornais que falam mal de Corbyn

    © Foto : Reprodução/The Sun
    Europa
    URL curta
    130

    Os defensores do Partido Trabalhista do Reino Unido vêm comprando jornais a atacado e incendiando os que criticam o líder do partido, Jeremy Corbyn. Cidadãos britânicos votam em Eleições Parlamentares gerais ao longo desta quinta.

    O dia está movimentado nas redes sociais britânicas, que denunciam a queima de lotes inteiros das três publicações.

    A manchete do Daily Mail apresentou a primeira-ministra Theresa May, líder dos conservadores, e instou os leitores, "Reative o espírito britânico".

    Um dos usuários do Twitter postou um vídeo com um balde cheio de cópias do jornal envolto em chamas e explicou que reativou "o espírito britânico com o estoque de jornais do The Sun e Daily Mail".

    ​A capa do The Sun usou uma imagem de Corbyn, olhando para fora de uma lata de lixo. Um dos usuários do Twitter publicou uma foto de uma mesa de cozinha coberta com cópias múltiplas deste e outros jornais, observando que sua casa estava poupando as cópias "para os rolos de papel higiênico!".

    ​As primeiras eleições gerais foram convocadas por Theresa May em abril e serão realizadas no dia 8 de junho para unificar o Parlamento antes das negociações do Brexit. May liderou com larga vantagem ao longo de toda a campanha, mas a diferença para seu maior rival, Jeremy Corbyn, vem caindo nos últimos dias. Ela tem 46% das intenções de voto e Corbyn, 35%. Tim Farron, com 8%, Nicola Sturgeon e Paul Nuttall (4%) completam a pesquisa realizada pelo ICM.

    Mais:

    Reino Unido surpreendendo: 'nós não esperávamos essas eleições'
    May: Reino Unido está pronto para o Brexit mesmo sem acordo
    Tags:
    Brexit, The Sun, Parlamento britânico, Daily Mail, ICM Research, Tim Farron, Paul Nuttall, Nicola Sturgeon, Theresa May, Jeremy Corbyn
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik