05:49 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Membros de grupo ultranacionalista desfilam pelas ruas de Kiev

    Membro do governo de Kiev deseja a instauração de uma ditadura na Ucrânia

    © AFP 2019 / GENYA SAVILOV
    Europa
    URL curta
    233
    Nos siga no

    O vice-ministro para os Territórios Temporariamente Ocupados, Georgy Tuka, declarou que a Ucrânia precisa de uma ditadura, durante uma entrevista para a emissora NewsOne.

    Segundo o vice-ministro, o atual regime político na Ucrâia não possui nada em comum com uma democracia e é incapaz de conduzir o país para fora da "terrível crise". Por isso, destacou Tuka, ele é partidário de "medidas mais duras", inclusive da instauração de uma ditadura.

    "Aquilo que temos hoje é só enrolação, que tentam nós vender como democracia. Não acho que as eleições, que estão a venda e que são compradas em locais de votação, nos tribunais, e que se formam por conta do dinheiro, sejam o nosso grande futuro", concluiu o alto funcionário.

    Após a golpe de Estado, realizado na Ucrânia em fevereiro de 2014, a população das regiões de Donetsk e de Lugansk declararam a criação de "repúblicas populares" independentes (RPD e RPL). Kiev não reconhece as demandas dos independentistas e classifica as regiões como ocupadas.

    Mais:

    Marcha Regimento Imortal enfrenta oposição brutal de radicais na Ucrânia (FOTOS, VÍDEO)
    Arquivos da CIA confirmam que EUA financiaram nacionalistas radicais da Ucrânia
    30 radicais da Ucrânia se infiltram na Crimeia
    Tags:
    política, ditadura, Georgy Tuka, Kiev, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar