17:56 24 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    2480
    Nos siga no

    O canal de TV CNN é acusado de “preparar uma manifestação encenada” com participação de muçulmanos depois do atentado em Londres, comunica The Blaze.

    Segundo a mídia, a âncora do CNN Becky Anderson dirigiu um grupo de manifestantes segurando cartazes com inscrições sobre sua oposição ao extremismo para "mostrar os muçulmanos de forma positiva".

    O jornalista do The Blaze, Chris Enloe, comunica que o canal CNN é acusado de "encenar uma manifestação falsa" em Londres para criar uma impressão que os muçulmanos no Reino Unido se posicionam contra o extremismo e apoiam a polícia.

    As imagens da manifestação foram mostradas no segundo dia depois do atentado, que foi levado a cabo por três extremistas islâmicos em Londres. Nestas imagens a jornalista do CNN Becky Anderson dirige um grupo de muçulmanos que têm nas mãos cartazes com inscrições de oposição ao extremismo islâmico. Por exemplo, o hashtag 'turn to love' (se vire para o amor), hashtag 'for London' (por Londres) e hashtag 'ISIS will lose' (Daesh vai perder). Ela diria "olhe em redor de mim, para estas pessoas em redor de mim, atrás de mim, tristes pela noite passada, mas inspirados no amanhã".

    ​O usuário @markantro publicou o vídeo com a encenação, ao que rapidamente reagiram comentadores famosos, como os colunistas de Daily Mail, de Infowars e outros, mesmo Donald Trump Jr.

    O primeiro filho do presidente americano escreveu:

    "Não estou surpreendido com esta situação. Eles criam uma narrativa que querem promover e vender custe o que custar."

    ​Por sua vez, os representantes do canal CNN desmentiram as acusações sobre a “filmagem encenada”. Eles sugerem que “a um grupo de manifestantes foi permitido mostrar seus cartazes à mídia. O CNN e outra mídia simplesmente os filmaram”.

    Respondendo ao Tweet de Donald Trump Jr., o CNN escreve:

    "Isto é um absurdo absoluto. O senhor está enganando seus seguidores. O CNN não encenou a manifestação. Isto são fatos."

    Mais:

    Todos os detidos pelo atentado de Londres foram soltos sem acusações
    Polícia britânica revela os nomes dos autores do atentado na Ponte de Londres
    Daesh reivindica autoria do atentado de Londres
    Tags:
    fake news, notícias falsas, manifestações, atentado, CNN, Londres, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar