02:25 23 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Atentado em Manchester (20)
    821
    Nos siga no

    O pai e o irmão de Salman Abedi, principal suspeito de ser o homem-bomba responsável pelo atentado em Manchester, na Grã-Bretanha, foram presos nesta quarta-feira em Trípoli, na Líbia. O incidente suicida deixou 22 mortos e ao menos 119 feridos na segunda-feira.

    De acordo com a inteligência britânica, Hashem Abedi, irmão mais novo de Salman Abedi viajou no último dia 16 de abril de Trípoli para a Grã-Bretanha. Além disso, o mesmo serviço informou que ele planejava um atentado terrorista na capital da Líbia.

    O porta-voz das forças antiterroristas líbias, Ahmed bin Salem, não deu outros detalhes da prisão.

    Apontado como pai dos suspeitos, Ramadan Abedi disse, em entrevista à agência Associated Press que outro filho seu, chamado Ismail, foi preso na terça-feira na Inglaterra. Na mesma entrevista, ele negou que tenham sido eles a “se explodirem entre inocentes”.

    “Não acreditamos em matar inocentes. Não somos assim”, ponderou.

    Tido como sendo o homem-bomba responsável pelo ataque, Salman Abedi tinha 22 anos, era filho de pais líbios e possuía cidadania britânica. Ele cresceu na área ao redor de Manchester. Ele morreu no ataque.

    Já em solo britânico, a polícia prendeu a quinta pessoa suspeita de envolvimento com o atentado em Manchester, durante o show da cantora norte-americana Ariana Grande. O suspeito foi detido em Wigan, cidade que fica a 27 quilômetros a oeste de Manchester.

    De acordo com os policiais, o homem detido levava consigo um pacote considerado suspeito, e que está sendo analisado pelas autoridades.

    Outras três prisões de suspeitos que podem ter ligação com o ato terrorista foram realizadas em Manchester nesta quarta-feira, chegando a um total de cinco detidos até o momento.

    As forças de segurança britânicas acreditam que estão lidando com uma rede terrorista instalada no país, mas não forneceram outros detalhes sobre as investigações.

    Pai de suspeitos teria ligação com Al-Qaeda

    Um ex-oficial líbio de segurança, Abdel-Basit Haroun, disse nesta quarta-feira que conheceu pessoalmente o pai dos suspeitos detidos, Ramadan Abedi. De acordo com ele, o patriarca da família Abedi foi membro de um grupo islâmico nos anos 1990. Tal grupo, por sua vez, tinha conexões com a rede terrorista Al-Qaeda, de acordo com Haroun.

    O mesmo ex-oficial também destacou que, embora o grupo islâmico do qual Ramadan fez parte tenha se desfeito, o pai dos suspeitos seguiu envolvido com o movimento jihadista salafista, o mais extremo dentro do salafismo e que conta com Al-Qaeda e o Daesh como seus propagadores pelo mundo.


    Tema:
    Atentado em Manchester (20)

    Mais:

    Terrorista que provocou atentado de Manchester tinha ligações com Al-Qaeda
    Ataque em Manchester: Theresa May eleva nível de ameaça e teme atentado 'iminente'
    Polícia britânica identifica terrorista de Manchester
    Tags:
    violência, terrorismo, Salman Abedi, Wigan, Manchester, Grã-Bretanha, Líbia, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar