15:42 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Polícia armada na cidade de Manchester, Grã-Bretanha, 22 de maio de 2017

    Por que Reino Unido foi escolhido como novo alvo do Daesh?

    © AP Photo / Dave Thompson
    Europa
    URL curta
    841
    Nos siga no

    O grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e em muitos outros países) reivindicou o atentado em Manchester que levou a vida de pelo menos 22 pessoas, incluindo crianças. Segundo o especialista, isto é uma mensagem para as autoridades do país.

    Militantes do Daesh
    © AP Photo / AP Photo via militant website, File
    Segundo o antigo combatente das forças especiais da Turquia, especialista na área de segurança e luta contra terrorismo, Abdullah Agar, "no contexto das derrotas que o grupo Daesh ultimamente tem sofrido na Síria e no Iraque, eles provavelmente querem dividir os terroristas em grupos pequenos e realizar ataques nos países que estão intensificando os combates contra o terrorismo, para espalhar o pânico entre o povo e influenciar os políticos que tomam decisões a nível governamental, neste caso no Reino Unido".

    Por outro lado, o Daesh exerce influência não só no território do Iraque e da Síria, mas também na Líbia, na Nigéria via Boko Haram (organização terrorista proibida na Rússia e muitos outros países), na península do Sinai, no Afeganistão e Paquistão. O especialista sublinha que o atentado realizado vai influenciar os sentimentos e pensamentos de pessoas que tomam decisões políticas no Reino Unido, o que pode ser o principal objetivo de terroristas.

    Agar lembrou que a França retirou seu porta-aviões Charles de Gaulle do mar Mediterrâneo depois dos atentados em Paris, a bordo do porta-aviões estava uma parte dos aviões militares que participaram das operações contra o Daesh. Na Turquia vários governadores também sofreram ameaças semelhantes do Daesh, mas eles conseguiram prevenir uma série de ataques parecidos.

    "O grupo Daesh vai intensificar sua política de terror nos países que combatem o terrorismo. Agora, o aumento do número de atentados também é observado em Bagdá. Essa organização terrorista vai aumentar sua influência em todos os países que aumentam a pressão contra os terroristas", disse Abdullah Agar à Sputnik Turquia.

    O diretor do Instituto de Defesa e Segurança Nacional junto ao Centro dos Estudos Estratégicos Turco-Asiáticos (TASAM), Tolga Sakman, pensa que a oposição ativa à propaganda do terrorismo, bem como o fortalecimento dos governos legítimos nos países do Oriente Médio, ajudará a lidar com o problema dos atentados.

    A instabilidade política dá a possibilidade “de qualquer organização ilegítima obter uma zona para atividade terrorista. <…> Outro meio que pode ajudar – é impedir a divulgação da propaganda terrorista, bem como fazer descer a influência dela”, disse Sakman.

    O especialista sublinha a importância do governo legítimo nos países do Oriente Médio, dizendo que caso exista um líder forte, um país será muito mais estável.

    Mais:

    Terrorista que provocou atentado de Manchester tinha ligações com Al-Qaeda
    Ataque em Manchester: Theresa May eleva nível de ameaça e teme atentado 'iminente'
    Polícia britânica identifica terrorista de Manchester
    Tags:
    radicais islâmicos, terrorismo, Charles de Gaulle, Daesh, Boko Haram, Manchester, Turquia, Iraque, Síria, Reino Unido, França, Paris
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar