08:26 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Departamento de Estado dos EUA.

    Departamento de Estado dos EUA critica bloqueio da mídia russa na Ucrânia

    © Sputnik/
    Europa
    URL curta
    144

    Após a Ucrânia ter bloqueado a mídia russa no país, o departamento de Estado dos EUA apelou a Kiev para defender os interesses nacionais sem violar os princípios constitucionais.

    Anteriormente, o presidente da Federação Internacional de Jornalistas (IFJ, na sigla em inglês), Philippe Leruth, descreveu as novas restrições das autoridades ucranianas contra alguns meios de comunicação social russos como uma forma de censura.

    "A liberdade de expressão é o elemento-chave de qualquer democracia verdadeira, sendo este princípio consagrado na Constituição da Ucrânia. Apelamos ao governo ucraniano para que encontre meios de defender seus interesses nacionais sem violar os princípios da Constituição", disse à Sputnik um representante do departamento norte-americano, respondendo à pergunta sobre o bloqueio da mídia russa na Ucrânia.

    No entanto, o departamento acusou ao mesmo tempo, sem apresentar provas, a mídia russa de recorrer a notícias falsas para desestabilizar a situação.

    O decreto do presidente da Ucrânia Pyotr Poroshenko que expande as sanções do país contra a Rússia por três anos entrou em vigor ontem, 17 de maio. O documento restringe completamente a atividade de diversas mídias como a agência Rossiya Segodnya, os canais de RenTV, TV Zvezda e TVC entre outros, assim como redes sociais russas a VKontakte e Odnoklassniki e os portais de Internet Yandex e Mail.ru.

    Twitter

    Siga Sputnik Brasil no Twitter e fique por dentro das notícias mundiais do momento.

    Mais:

    Ucrânia desiste da ideia de 'desocupar' Donbass pela força
    No quadro das sanções, Ucrânia bloqueia atividade da mídia russa
    Tags:
    mídia, sanções, Departamento de Estado, Pyotr Poroshenko, Rússia, EUA, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik