01:17 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Caças alemães Tornado na base áerea de Incirlik, Turquia, janeiro de 2016

    Após conflito com Turquia, Alemanha pode deslocar suas tropas para Jordânia

    © AFP 2019 / TOBIAS SCHWARZ / POOL
    Europa
    URL curta
    981
    Nos siga no

    A chanceler alemã, Angela Merkel, insinuou que seu país vê a Jordânia como uma alternativa para transferir seus soldados da base turca de Incirlik depois de Ancara ter negado a visita dos deputados alemães à base síria, onde estão instalados soldados alemães.

    "Uma possível alternativa à base Incirlik seria Jordânia", disse Merkel aos jornalistas.

    Ela também assegurou que seu governo continuará negociando com a Turquia.

    "É crucial que nossos deputados possam visitar os soldados", frisou Merkel.

    Mais cedo, Turquia comunicou ao Ministério das Relações Exteriores da Alemanha um dia antes da visita de um grupo de deputados alemães à base militar de Incirlik sobre a impossibilidade de realização da viagem, disse em briefing o porta-voz do ministério alemão, Martin Schaefer. 

    "Fomos oficialmente informados pela parte turca que a visita de um grupo de deputados alemães do Comitê de Defesa de Bundestag [Parlamento alemão], marcada para 16 de maio, não foi aceita", disse Schaefer.

    Ele acrescentou que "para o governo da República Federal da Alemanha é absolutamente normal que os soldados de Bundeswehr, ou seja, soldados alemães em missões internacionais, recebam visitas de deputados do Bundestag". 

    As negociações quanto à visita de deputados alemães à base Incirlik são realizadas pelo Ministério das Relações Exteriores e pelo governo a nível de "altos funcionários da chancelaria" desde abril, mas até hoje da parte turca foram enviados apenas "sinais contraditórios", acrescentou Schaefer.

    As relações entre Turquia e Alemanha se agravaram após Bundestag ter aprovado em junho de 2016 a resolução que condena o genocídio armênio, efetuado pela Turquia em 1915. Em resposta, Ancara retirou seu embaixador de Berlim e se recusou a receber a delegação de Bundestag na base de Incirlik, onde está posicionado um contingente das Forças Armadas alemãs. Somente depois da declaração de Angela Merkel sobre a resolução acima mencionada não ser "juridicamente obrigatória", a visita foi confirmada e realizada em outubro.

    Mais:

    Poderão os EUA encontrar alternativa à base militar Incirlik?
    'Turquia está usando base de Incirlik como ferramenta de pressão sobre Washington'
    Tags:
    confronto, base militar, Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, Angela Merkel, Martin Schaefer, Incirlik, Alemanha, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar