10:54 25 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    020
    Nos siga no

    O senador russo Konstantin Kosachev considera que a introdução do regime sem vistos entre a Ucrânia e a UE não foi uma ideia brilhante por parte do presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko.

    "O regime sem vistos com a União Europeia, aparentemente, acabou com o pouco que restava do senso comum de Pyotr Poroshenko", escreveu o presidente do Comitê Internacional do Conselho da Federação (Senado) russo, Kostantin Kosachev, na sua página do Facebook.

    Recentemente, o chefe de Estado ucraniano afirmou que os residentes de Donbass e da Crimeia estariam interessados em regressar à Ucrânia e recuperar seus passaportes ucranianos logo que o Conselho da UE decida estabelecer o regime sem vistos com a Ucrânia.

    "Ou seja, na opinião de Poroshenko a possibilidade de viajar aos países da UE com passaportes ucranianos e como turistas seria mais importante para os residentes do sudeste da Ucrânia do que conservar seus laços históricos, sociais, culturais, econômicos e políticos com a Rússia", disse Kosachev.

    Além disso, o político russo aconselhou Poroshenko a "não julgar por si mesmo".

    Em 11 de maio, o Conselho da UE decidiu cancelar o regime de vistos para os cidadãos ucranianos. Espera-se que o respectivo documento seja assinado pelos presidentes do Parlamento Europeu e do Conselho da UE em 17 de maio.

    Ao comentar esta decisão, Poroshenko disse: "Hoje, por fim, a Ucrânia formalizou seu divórcio com o Império Russo".

    Mais:

    Político ucraniano acusa Rússia de preparar ofensiva contra Polônia e Lituânia
    Especialista: de 100 tanques ucranianos apenas um consegue atirar
    Poroshenko revela o que une UE e Ucrânia
    Tags:
    Ucrânia, Donbass, Crimeia, Pyotr Poroshenko, União Europeia, regime de vistos, passaporte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar