01:33 27 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    604
    Nos siga no

    O MRE polonês dispensou do cargo uma de seus cônsules honorários nos Estados Unidos depois de ela ter publicado uma colagem no Facebook em que o chefe do Conselho Europeu, Donald Tusk, foi representado como um oficial da SS, relata a agência Associated Press.

    A imagem apareceu na página do Facebook de Maria Szonert-Binienda, que exercia as funções de cônsul honorária no estado americano do Ohio. Posteriormente, a postagem foi removida.

    De acordo com a própria Binienda, sua conta foi invadida por hackers e agora ela não tem acesso a ela.

    "Eu não representei Donald Tusk como membro da SS. Eu sou contra o uso de palavras como "fascismo" no discurso político moderno. Eu me oponho a uma comparação dos nossos políticos com Hitler", disse a cônsul em uma carta à agência AP.

    O esposo de Maria Szonert-Binienda faz parte da comissão que investiga o acidente com o avião do político polonês Lech Kaczynski ocorrido perto de Smolensk. De acordo com a cônsul, ele já tem sofrido vários ataques da mídia por causa do processo.

    Anteriormente, o ministro da Defesa polonês Antoni Macierewicz expressou a esperança que Tusk seja acusado por causa do acidente com o avião perto de Smolensk. De acordo com o ministro, Tusk, que era então o primeiro-ministro da Polônia, privou o país da oportunidade para descobrir a causa do incidente.

    A decisão final sobre a exoneração de Binienda será tomada pelo ministro do Exterior polonês Witold Waszczykowski quando ele regressar da Austrália.

    Mais:

    Tusk disse que líderes da UE condenaram as ações da Síria e da Rússia em Aleppo
    Mísseis dos EUA na Polônia são uma gravíssima violação do Tratado INF, diz Moscou
    UE pode processar Polônia por desmatamento de floresta primitiva
    Tags:
    fascismo, nazismo, Lech Kaczynski, Donald Tusk, Polônia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar