11:51 16 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK)

    Forças turcas matam sete combatentes curdos

    © AP Photo / Cagdas Erdogan
    Europa
    URL curta
    514

    Sete combatentes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) foram mortos pelas forças turcas no distrito de Artuklu, na província de Mardin, segundo a mídia local.

    Sete combatentes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) foram mortos durante uma operação de segurança levada a cabo pelas forças turcas na província de Mardin, no sudeste do país, informou a imprensa local na segunda-feira.

    Os confrontos entre militares turcos e combatentes do PKK irromperam no domingo no distrito de Artuklu, na província de Mardin, informou a agência de notícias Anadolu. As forças turcas também conseguiram apreender dois M-16 e quatro rifles de assalto AK-47, uma arma, 30 clipes e 10 granadas de mão.

    No mesmo dia, as forças de segurança também encontraram um dispositivo explosivo improvisado na província de Diyarbakir, enquanto realizavam uma verificação de segurança rotineira. O dispositivo foi destruído mais tarde pelas forças de segurança.

    As tensões entre Ancara e os curdos, a maior minoria étnica do país, aumentaram em julho de 2015, quando um cessar-fogo entre Ancara e o PKK entrou em colapso devido a uma série de ataques terroristas supostamente cometidos por membros do PKK. O PKK, um grupo militante que luta pela independência curda da Turquia, é designado como uma organização terrorista pelas autoridades turcas.

    Mais cedo na segunda-feira, o ministro turco da Defesa Nacional, Fikri Isik, disse que, desde 23 de julho de 2015, a Turquia havia neutralizado 10.091 combatentes do PKK, com 7.071 mortos.

    Mais:

    Turquia executou 600 membros do PKK desde dezembro de 2015
    PKK detona uma tonelada de explosivos e mata quatro militares na Turquia
    Moscou: alegações turcas sobre fornecimento de armas russas ao PKK são 'invenção'
    Tags:
    AK-47, Partido dos Trabalhadores do Curdistão, Ministério da Defesa Nacional da Turquia, PKK, Fikri Isik, Artuklu, Diyarbakir, Mardin, Ancara, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik