14:40 21 Julho 2018
Ouvir Rádio
    A situação na região de Lugansk

    Milícia informa sobre mulheres franco-atiradoras da Europa combatendo em Donbass

    © Sputnik / Valery Melnikov
    Europa
    URL curta
    515

    A inteligência da república autoproclamada de Lugansk revelou a existência de mulheres franco-atiradoras de países europeus nas fileiras dos militares ucranianos, comunicou aos jornalistas Andrei Marochko, representante oficial da Milícia Popular de Lugansk.

    "A nossa inteligência continua registrando atividade de mercenários estrangeiros na linha de contato, entre eles foram referidos grupos de franco-atiradores, na sua maioria são mulheres da Lituânia, Letônia e Polônia", disse Marochko.

    Conforme os seus dados, a situação na zona de responsabilidade da Milícia Popular de Lugansk tem tendência para agravamento. Na véspera, Marochko informou sobre mais um conjunto de equipamento militar posicionado pelas Forças Armadas da Ucrânia.

    A república de Donetsk também comunicou sobre mulheres franco-atiradoras. De acordo com Eduard Basurin, vice-chefe do comando operacional da república autoproclamada de Donetsk, à zona de conflito chegou o destacamento feminino Vedmy (Bruxas) do Pravy Sektor (Setor de Direita, organização proibida na Rússia). Elas fazem fogo contra áreas de habitação situadas perto da linha do contato.

    Mais:

    Ministro ucraniano acredita que o seu país irá recuperar Donbass
    Opinião: Kiev reiniciará o bloqueio e bombardeios de Donbass
    Rússia, Ucrânia e OSCE acordam nova trégua em Donbass
    Tags:
    milícia, franco-atirador, conflito armado, Lugansk, Donbass
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik