00:07 18 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Budapeste, Hungria

    Hungria aprova lei que proíbe funcionamento de universidade de George Soros

    © Sputnik / Yurij Kaver
    Europa
    URL curta
    6120

    O Parlamento da Hungria aprovou uma lei que proíbe o funcionamento de universidades não europeias no país. A medida foi proposta pelo partido do premiê Viktor Orbán e, na prática, encerra as atividades da Universidade Centro-Europeia (CEU), criada e mantida pelo bilionário Soros.

    O projeto foi aprovado com 123 votos a favor e 38 contrários em um tempo considerado anormalmente pequeno, o que indicia prioridade governista. Se nada mudar, proíbe a CEU de aceitar novos alunos já a partir do ano que vem e encerra todas as atividades da instituição em 2021.

    Após a aprovação, o ministro da Educação, Zoltan Balog, disse que Soros quer "influenciar a política na Hungria através de organizações pseudo-cívicas que, na realidade, agem como agentes estrangeiros, criticando o governo legal do país", além de acusar a CEU de "instituição enganadora" por não possuir campus em Nova Iorque, local de sua sede. 

    A medida causou reação entre autoridades europeias, criticaram o movimento. ONGs como a Human Rights Watch fizeram um apelo público para que Orbán não sancione a lei, já que a CEU "foi responsável pela formação de líderes europeus" e o governo não poderia evitar a formação de "vozes discordantes".

    "O desprezo do governo húngaro por vozes críticas na sociedade e liberdade acadêmica é indigno de um Estado membro da União Europeia. A Comissão Europeia e os parceiros europeus da Hungria devem pressionar o governo para acabar com a intimidação de organizações independentes da sociedade civil, reverter a lei e trabalhar com a CEU e outras universidades afetadas para preservar sua independência", disse Lydia Gall, pesquisadora dos Balcãs e da Europa Oriental da Human Rights Watch.

    Adversário público de Soros (que é húngaro de nascimento), Orbán ainda não se manifestou a respeito.

    Mais:

    Senado dos EUA exige investigação das atividades políticas de Soros e de Obama no exterior
    Soros brinca com títulos de maiores empresas americanas após eleição de Trump
    George Soros se junta à oposição a decreto anti-imigração de Trump
    'Trump atrapalhou planos de Soros para impor nova ordem mundial'
    Tags:
    Ministério da Educação da Hungria, CEU, Universidade Centro-Europeia, Human Rights Watch, União Europeia, Lydia Gall, Zoltan Balog, George Soros, Viktor Orbán, Nova Iorque, Balcãs, Estados Unidos, Europa Oriental, Hungria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar