18:09 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    804
    Nos siga no

    O exército dos EUA, para dar "realismo" aos treinamentos na Alemanha, está procurando "figurantes russófonos", diz a Sputnik Alemanha. O especialista Aleksandr Kamkin, no ar do serviço russo da Rádio Sputnik, não descartou que a OTAN esteja assim tentando provocar a Rússia.

    Informações sobre as vagas apareceram no site oficial de Berlim.

    "Os figurantes desempenham papeis da população civil em regiões em crise. Assim, para soldados é criado um cenário realístico de exercícios e é conseguida uma melhor preparação para missões no estrangeiro", refere a descrição do trabalho.

    Sublinha-se que o candidato deve falar bem russo e também ter conhecimentos básicos de inglês.

    O figurante deve começar a trabalhar no dia 26 de abril, o treinamento será realizado no polígono de Hohenefels, um local perto de Nuremberg. Por cada dia de trabalho os candidatos vão receber de 88 a 120 euros.

    Anteriormente, Moscou já manifestou sua preocupação com o fato de a cooperação entre a OTAN e a UE ser frequentemente explicada pela suposta ameaça russa. Como afirmou o chanceler russo, Sergei Lavrov, a Aliança está bem ciente da falta de planos de Moscou para atacar alguém, mas usa o pretexto para colocar mais tropas perto das fronteiras da Rússia.

    O pesquisador do Centro de Estudos Alemães do Instituto da Europa da Academia de Ciências russa, Aleksandr Kamkin notou, no ar do serviço russo da Rádio Sputnik, que este não é o primeiro caso.

    "No Reino Unido, por exemplo, foram recentemente conduzidos exercícios para os quais foram alugados febrilmente, por toda a Europa, de museus e colecionadores, velhos tanques soviéticos para simular uma invasão russa da Grã-Bretanha. Assim, basicamente, tudo se encaixa na atmosfera geral. Em minha opinião, isto é mais guerra de propaganda, de informação, talvez para tentar provocar o nosso país a realizar quaisquer ações inadequadas semelhantes. Mas, visto do lado de fora, isso parece um absurdo completo", disse o especialista.

    Ele ressaltou que na Alemanha está sendo realizada uma busca de extras com conhecimentos especificamente de língua russa. E isso parece ser "humor negro".

    Mais:

    Camboja se recusa a participar de treinamento militar com EUA
    Tags:
    Exército dos EUA, treinamento militar, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, UE, União Europeia, OTAN, Sergei Lavrov, Alemanha, Moscou, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar