21:16 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Presidente da Moldávia Igor Dodon durante uma reunião com Vladimir Putin, 17 de janeiro de 2017

    Sem apoio do premiê, Moldávia vai assinar acordo com União Econômica Eurasiática russa

    © Sputnik/ Aleksei Druzhinin
    Europa
    URL curta
    21259262

    O presidente da Moldávia vai assinar um memorando de cooperação com a União Econômica Eurasiática russa, apesar das objeções do primeiro-ministro do país.

    O presidente da Moldávia, Igor Dodon, disse hoje (28) que um memorando de cooperação com a União Econômica Euro-asiática (UEE) será assinado apesar das objeções do primeiro-ministro do país.

    "O presidente tem o direito e o mandato legítimos da maioria dos cidadãos do país. Não permitirei que ninguém se meta entre mim e o povo. O memorando de cooperação com a União Econômica da Eurásia será assinado, ponto final", escreveu Dodon no seu perfil no Facebook.

    No início do dia, o primeiro-ministro da Moldávia Pavel Filip dirigiu-se a Dodon com uma carta dizendo que nem a assinatura de um memorando de cooperação com a UEE, nem o pedido de estatuto de observador para a Moldávia tiveram benefícios econômicos para o país. A declaração foi feita em resposta ao anúncio de Dodon de que ele planejava assinar um acordo de cooperação com a UEE durante uma conferência internacional em Chisinau no início de abril.

    Filip, membro do Partido Democrático Pro-Europeu da Moldávia (PDM), disse que o acordo de cooperação da UEE seria incompatível com o regime de livre comércio introduzido pelo Acordo de Associação entre a Moldávia e a União Europeia.

    Durante as negociações com o presidente russo, Vladimir Putin, em janeiro, Dodon expressou seu interesse pela participação da Moldávia na UEE como Estado observador. Sublinhou que o acordo de associação Moldávia-UE não conseguiu satisfazer as expectativas e levou à perda da parte do país no mercado russo e à queda do volume das exportações para a União Europeia.

    Dodon assumiu o cargo em 23 de dezembro. Seu programa eleitoral incluiu a restauração da parceria estratégica com a Rússia, retornando produtos moldavos para o mercado russo e normalizando a cooperação na esfera energética. Em 28 de fevereiro, Dodon disse que era "vital" para a Moldávia para restaurar as relações com a Rússia.

    A Armênia, Belarus, Cazaquistão, Quirguistão e a Rússia são membros da UEE, que estipula a liberdade de movimentos de bens, capitais, serviços e pessoas como parte da união e estabelece regulamentos comuns em várias esferas.

    Mais:

    Socialista Igor Dodon declara vitória na eleição presidencial da Moldávia
    Na Moldávia, Putin é político estrangeiro mais confiável
    A Moldávia segue o exemplo da Ucrânia?
    Tags:
    Partido Democrático Pro-Europeu da Moldávia, União Econômica da Eurásia, União Europeia, Pavel Filip, Igor Dodon, Vladimir Putin, Belarus, Chisinau, Bielorrússia, Quirguistão, Armênia, Moldávia, Cazaquistão, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik