18:00 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Caças da Força Aérea americana

    Berlim pede investigação ao ataque aéreo mortífero conduzido pelos EUA no Iraque

    © Foto: US Air Force
    Europa
    URL curta
    2480

    Berlim pediu para investigar o ataque aéreo de 17 de março da coalizão liderada pelos EUA no Iraque, que teria provocado a morte de civis.

    De acordo com o Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, o ataque aéreo da coalizão norte-americana no oeste de Mossul, no Iraque, que teria causado vítimas civis há duas semanas, deve ser investigado.

    "Estamos chocados quando ocorrem tais desastres. É claro que isso deve ser investigado, o objetivo para aqueles que estão unidos nesta coalizão é evitar esses trágicos acontecimentos no futuro", disse o porta-voz do ministério, Stefen Seibert.

    Sputnik citou um representante da Frente Turcomena do Iraque que confirmou, no seguimento dos relatos da imprensa na semana passada, a morte de 200 civis devido a bombardeios realizados por forças da coalizão sobre as posições do Daesh em Mossul. Contudo, não ficou claro dos vários relatórios se as vítimas se deveram a ataques aéreos ou ao fogo das forças terrestres iraquianas.

    Seibert reiterou a posição de Berlim de que a Alemanha é parte da coalizão anti-Daesh de 68 membros "no sentido mais amplo, que consideramos essa luta como correta e necessária".

    O brigadeiro-general da Força Aérea dos EUA Matthew Isler teria dito que os militares dos EUA estão conduzindo sua própria investigação ao incidente de quinta-feira. No domingo, a coalizão disse que o ataque aéreo de 17 de março foi realizado "a pedido das Forças de Segurança do Iraque".

    Mais:

    Rússia solicita consultas sobre situação em Mossul
    Tags:
    coalizão, vítimas, bombardeio, ataque aéreo, Daesh, Força Aérea dos EUA, Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, Alemanha, Mossul, Iraque, Berlim
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik