10:39 17 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Manobras militares 'Spring Storm' da OTAN na Estônia

    Militares da Estônia serão expulsos de casernas por causa de chegada da OTAN

    © Sputnik / Sergei Stepanov
    Europa
    URL curta
    16218

    Cerca de 600 militares do serviço obrigatório da Estônia serão mudados das casernas para barracas para libertar espaço para os soldados da OTAN, comunica a emissora nacional da Estônia.

    Por causa da chegada dos militares da OTAN à Estônia, os militares locais serão forçados a se mudar para um campo de barracas na área de treinamentos de Lasna. Em cada barraca serão instaladas camas de campanha e instalações elétricas. "As condições serão melhores do que num campo de treinamento comum", disse o chefe do estado-maior da 1ª brigada de infantaria Mati Tikerpuu.

    No território da unidade militar de Tapa agora estão sendo construídas duas casernas para alojar militares da Estônia junto com o contingente da Aliança Atlântica, revelou o chefe de projetos do Centro de Investimentos na Defesa Mart Salusaar. Foi comunicado que o orçamento para a construção da base militar de Tapa é de 38 milhões de euros (R$ 127 milhões).

    A decisão sobre a instalação de batalhões internacionais na Estônia, Letônia, Lituânia e na Polônia foi tomada em 2016 durante uma cúpula da OTAN em Varsóvia. Os primeiros destacamentos do batalhão chegaram à Estônia em meados de março, o posicionamento completo será concluído até o fim de abril.

    Mais:

    Primeiros veículos blindados do Reino Unido chegam à Estônia para a implantação da OTAN
    Provocação no Leste Europeu: OTAN envia 130 militares à Estônia para 'conter Rússia'
    Tribunal na Estônia nega liberdade condicional para espião russo
    Tags:
    campo de treinamento, alojamento militar, OTAN, Letônia, Lituânia, Polônia, Estônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik