11:33 22 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Um membro do Exército dos EUA posa num carro blindado durante os exercícios militares “Dragoon Ride II” perto de Vilnius, Lituânia, junho de 2016

    Presença militar: Exército norte-americano regressa à República Tcheca

    © AP Photo / Mindaugas Kulbis
    Europa
    URL curta
    9110

    Coluna do exército norte-americano vai voltar a passar através da República Tcheca.

    "A pertença da República Tcheca à OTAN é uma fonte de ameaça fatal e não o reforço da nossa segurança, segundo acreditam as pessoas desinformadas", comunicou à Sputnik República Tcheca a presidente da organização "Fórum Tcheco pela Paz" Vladimira Vitova.

    Drone RQ-4 Global Hawk
    © AP Photo / Northrop Grumman via U.S. Navy, Erik Hildebrandt
    Há informações que no fim de semana um comboio norte-americano vai passar de novo através do território do país. Cerca de 550 soldados e 125 unidades de equipamento militar seguirão para a Polônia vindos da Alemanha para reforçar a presença militar nos países da Europa do Leste.

    "Estamos falando da preparação do povo para, pelo menos, um conflito e ataque contra a Rússia. A presença das forças estrangeiras nos territórios do Báltico é apresentada como uma atividade ‘pacifica’ da OTAN", acrescentou Vladimira Vitova à Sputnik República Tcheca, acrescentando que agora as forças da OTAN cercaram de fato a Rússia.

    ​Vladimira Vitova adiantou que os casos anteriores de passagem das forças dos EUA através do território da República Tcheca eram destinados a preparar o povo tcheco para a instalação de tropas estrangeiras no território do país. Mas agora as pessoas começam se habituando às visitas do exército dos EUA. Já não é uma coisa surpreendente – isso se está tornando a regra.

    "A República Tcheca deve se tornar um polígono das forças da OTAN, e ninguém pedirá a nossa opinião. Finalmente, os deputados propõem uma emenda constitucional que consolide este princípio. É evidente que a possibilidade da perda da soberania não preocupa ninguém no governo e nem sequer o presidente", frisou Vitova.

    Entretanto, Vladimira Vitova não exclui a possibilidade de haver protestos, acrescentando, entretanto, que a maioria das pessoas já não classifica as manifestações como medidas eficazes para expressar sua opinião graças à mídia que ignora ou ridiculariza tal ponto de vista. 

    Mais:

    'Radar dos EUA na República Tcheca significaria continuar escalando relações com a Rússia'
    Por que drones dos EUA são perigosos para República Tcheca
    Tags:
    passagem, equipamento militar, soldados, comboio, opinião, protestos, tropas, política, OTAN, República Tcheca, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik