06:34 25 Março 2017
Ouvir Rádio
    Sede do FMI

    FMI adia a revisão da cooperação com a Ucrânia em resposta ao bloqueio de Donbass

    © AFP 2017/ ZACH GIBSON
    Europa
    URL curta
    Bloqueio de Donbass (17)
    655382

    O FMI adiou a terceira revisão do programa de cooperação com a Ucrânia para avaliar a eventual revisão de indicadores macroeconômicos em 2017 devido ao bloqueio imposto à Donbas, disse neste domingo o primeiro-ministro ucraniano Vladimir Groisman.

    O primeiro-ministro disse que, devido à perda do complexo siderúrgico de Donbas a economia ucraniana "vai se tornar mais fraca” e o governo será forçado a rever as previsões de crescimento do país.

    Este domingo o Ministério das Finanças da Ucrânia confirmou que o Conselho Diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI) adiou o debate sobre a terceira revisão do programa de crédito para Kiev.

    O programa de empréstimo do FMI para a Ucrânia, aprovado em março de 2015, prevê crédito de 17,5 bilhões de dólares do fundo.

    Ucrânia já recebeu três parcelas do montante no valor de 7.7 bilhões.

    Este último foi transferido em 16 de setembro.

    Em 2017 a Ucrânia espera receber cerca de 5,4 bilhões do FMI.

    O Conselho de Segurança e Defesa da Ucrânia anunciou, em 15 de março, a suspensão do tráfego de mercadorias entre repúblicas autoproclamadas de Donbas e o resto da Ucrânia até Kiev recuperar o controle de territórios controlados.

    O presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, disse que a medida não afetará o fornecimento de ajuda humanitária por organizações internacionais como a ONU e a Cruz Vermelha.

    O bloqueio provocou aumento no desemprego e cortes no suprimento de carvão, de modo que as autoridades ucranianas ficaram obrigadas a adotar medidas de austeridade no setor da energia.

    Tema:
    Bloqueio de Donbass (17)
    Tags:
    ajuda financeira, crédito, Vladimir Groisman, Pyotr Poroshenko, Ucrânia, Donbass
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik