02:45 24 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Cruzador de mísseis Ukrayina no Estaleiro Naval de Nikolaev, Ucrânia

    'Sucata': OTAN envia velhas lanchas à Ucrânia

    © Sputnik / Sergei Mamontov
    Europa
    URL curta
    10102

    A Marinha da Ucrânia considera a compra à OTAN de lanchas em segunda mão. O político russo Nikolai Starikov disse ao serviço russo da Rádio Sputnik que a OTAN não cederá os navios gratuitamente e que a sua modernização implicará grandes custos.

    "Isto é uma sucata o que os americanos vendem para a Ucrânia. Primeiro, eles reforçam as tensões na fronteira com a Rússia e, simultaneamente, recebem dinheiro se livrando de coisas de que não precisam mais", disse Starikov. 

    Entretanto, o primeiro vice-comandante da Marinha da Ucrânia Andrei Tarasov informou que o país irá receber navios da patrulha dos EUA cujo prazo de vida útil terminou ou que foram substituídos por navios com maiores capacidades, embora continuem operacionais.

    "Devemos esclarecer que isto não são [navios] de segunda mão. Um navio fornecido por um país-membro da OTAN mantém suas capacidades de combate. Por exemplo, a idade de 20 anos é completamente normal para um navio de mísseis, está perfeitamente operacional", assegurou Tarasov.

    Nikolai Starikov disse por sua vez que este negócio "traz benefícios para os EUA, mas não para a Ucrânia".

    "Os responsáveis oficiais da Ucrânia parecem crianças, ficam sempre felizes quando um adulto lhe traz um brinquedo. Eles não pensam em ganhar dinheiro para reequipar seu exército."

    "O modelo é sempre igual: os americanos dão créditos para a Ucrânia para ela comprar equipamentos e armas obsoletos. O povo ucraniano fica endividado e os americanos recebem de volta seu dinheiro", acrescentou Starikov.

    A Marinha da Ucrânia está atualmente equipada com a fragata Getman Sagaidachny, uma embarcação soviética que entrou ao serviço da Ucrânia em 1993, uma corveta, um navio de desembarque e várias dúzias de pequenos navios de patrulha e de mísseis, navios de guerra de minas, navios de comando, de reconhecimento e de apoio.

    Mais:

    Rússia critica decisão do Canadá de estender presença militar na Ucrânia
    Ucrânia acusa Rússia de 'terrorismo' no Tribunal de Haia
    Como experiência colombiana pode se aplicar na Ucrânia de hoje?
    Tags:
    armas, lancha, navios de guerra, Marinha da Ucrânia, OTAN, EUA, Rússia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar